Mirage e Sindicato definem acordo coletivo e descartam possibilidade de greve no transporte

Uma reunião realizada na tarde de segunda-feira, 29, com o prefeito Claudio Góes, vereadores Marquinho Arruda, Cabo Jean, Etelvino Nogueira e Niltinho Bastos, representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários e da Empresa Mirage, pôs fim a qualquer possibilidade de greve no transporte coletivo municipal, assim como direcionou ações relativas ao acordo coletivo pleiteado pelos motoristas.
A reunião foi convocada pelo prefeito após receber do Sindicato, notificação de greve em prazo de 72 horas, no último dia 24. A prefeitura então acionou a concessionária Mirage para tomar as medidas cabíveis, a fim de evitar o movimento paredista.

No dia 25, a Mirage apresentou a contranotificação ao Sindicato, demonstrando as justificativas e comprovações do cumprimento das suas responsabilidades, solicitando ainda, a suspensão do estado de greve. No dia 26, a prefeitura conseguiu, perante o Tribunal Regional do Trabalho, decisão judicial garantindo o funcionamento do serviço.

Uma reunião de urgência com todas as partes envolvidas definiu um consenso entre sindicato e empresa, eliminando a possibilidade de nova greve e estabelecendo que até o próximo dia 15, seja firmado o acordo coletivo, em prol da garantia dos direitos trabalhistas dos funcionários. “Agradeço o empenho de todos. Com certeza ganharam os funcionários e a população que depende do transporte”, comentou o presidente do Sindicato, Paulo João Eutásia.