Mudanças acarretadas pelo Aquecimento Global | O Democrata

Sabemos que o Aquecimento Global tem sido percebido devido ao degelo nas regiões polares e também pelo agravamento da desertificação. Se a terra tiver o aumento de 1oC na temperatura média, o clima, em diversas regiões serão alteradas, incluindo mudanças na biodiversidade.

É uma das preocupações principais na lista de cientistas, corporações e aqueles que trabalham e dependem de produções na terra. São muitos os riscos relacionados ao clima, desde obter redes de fornecimento de matérias primas, ter como alojar os trabalhadores e mercadorias. O planeta precisa estar vivo, para que seja possível trabalhar a terra, obter minerais, e tantos outros recursos que mantêm empresas e pessoas vivendo, e tendo sua subsistência, ao desempenhar suas funções.

A falta de consciência de diversos governantes acerca de reduções das emissões de dióxido de carbono, metano e outros gases que retêm o calor, somente piora o aquecimento global. Inundações, falta de alimentos, incêndios florestais, e outros acontecimentos, são desastrosos para milhões de pessoas ao redor do mundo.

Precisamos ficar atentos com nossas atitudes e das pessoas ao nosso redor, afinal a mudança climática afeta a todos nós. Nos cabe uma parcela de ação tanto no nosso dia a dia, como na cobrança de nossos governantes, sobre as políticas públicas para mitigar os processos ambientais, visando auxiliar nos assuntos que interessam a todos nós, como agir para obter esforços na intenção de reduzir, ou prevenir a geração de gases de efeito estufa.

Várias ações podem ser tomadas, as empresas por exemplo, podem trabalhar com energias não emissoras de gases, como a solar, eólica. No campo, é possível que se adapte os sistemas agrícolas para uso de energia limpa, preservar áreas para captar e sequestrar carbono para compensar as emissões de fontes, onde ainda não há substituto viável.

Se nos voltarmos para a busca de soluções e associar metas e ações realizadas com urgência, a humanidade em um futuro próximo, poderá ter chances de evitar problemas sérios na economia e na sociedade. As repercussões climáticas já estão ocorrendo, temos observado secas por maior tempo, inundações e incêndios florestais frequentes, o nível do mar tem se elevado a todo ano. Algumas regiões têm enfrentado escassez de alimentos, deixando a população vulnerável. É urgente que práticas que visem mudanças reais, para transporte elétrico por exemplo, mudanças nas práticas agrícolas e o uso de energias renováveis no maior número de locais, e negócios possíveis, é o caminho para diminuir a crise climática atual.

As mudanças climáticas têm causado rupturas na natureza e afetando a vida de bilhões de pessoas e dos ecossistemas. As ondas de calor, secas e enchentes estão ultrapassando os limites de tolerância de plantas e animais, levando a mortalidade em massa de espécies como árvores e corais. Esse assunto tem que ser debatido sempre, e todos temos que abrir a mente, e entender que esse tema envolve a vida, de todos os seres vivos.

Sempre que possível consuma alimentos agroecológicos ou orgânicos, pois são alimentos de origem vegetal ou animal provenientes de sistemas que promovem o uso sustentável dos recursos naturais, produzindo alimentos livres de contaminantes, que protegem a biodiversidade e contribuem para a criação de trabalho e ao mesmo tempo, respeitam e aperfeiçoam os saberes e formas de produção tradicionais.

Silvia Hermida – Bióloga e Produtora Rural

Fonte: “Mudanças Climáticas”. www.brasil.un.org – disponível on-line.

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados