O 2° capítulo do audiobook “O Reino de Agrus” está no ar, destacando a sustentabilidade

AGRUS

O segundo capítulo do audiobook “O Reino de Agrus” está no ar. Com o tema voltado para a sustentabilidade, o material lúdico, produzido pelo movimento “Todos a Uma Só Voz”, busca aproximar a população brasileira dos desafios e conquistas do Agro. “O audiobook quer levar as questões do Agro para o conhecimento dos brasileiros em geral, desde adultos, jovens, crianças, donas de casa, professores, profissionais da comunicação e, até mesmo, para empreendedores que querem conhecer mais sobre as peculiaridades do setor”, explica o coordenador do Movimento, Ricardo Nicodemos.
MAMÃO

As exportações brasileiras de mamão cresceram na parcial deste ano (janeiro a maio), apesar de os entraves na logística aérea comercial permanecerem – por conta da pandemia da covid-19. Este cenário ocorre porque os produtores estão visualizando o mercado exportador como um bom retorno financeiro, visto que o dólar está valorizado frente ao Real.
ALGODÃO

Os preços do algodão em pluma estiveram relativamente estáveis no Brasil na primeira quinzena de junho, mas ainda em patamares elevados. Inclusive, pesquisadores do Cepea ressaltam que os valores internos da pluma operam acima dos da paridade de exportação há cerca de dois meses, indicando a atratividade das vendas domésticas em detrimento das externas. Entretanto, o mercado brasileiro deve absorver apenas 17% da disponibilidade interna, o que exige exportações de altos volumes.
BIOELETRICIDADE

O ministério de Minas e Energia deverá realizar, em breve, licitação para aquisição de eletricidade gerada a partir de biomassa de cana-de-açúcar. “A previsão é de que a portaria de consulta pública das diretrizes do leilão de contratação de biomassa seja publicada até o final deste mês”, disse o ministério em nota. Atualmente, apenas 15% da energia gerada a partir dos resíduos da cana-de-açúcar são aproveitados na rede nacional de energia (Sistema Interligado Nacional).
ARMAZÉM

Uma realidade: Mato Grosso é o maior produtor de grãos do país. Um problema: déficit de armazém. A demanda: aumentar o número de armazéns. Diante dessa realidade, a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja MT) lançou, dia (16/6), a campanha Armazém para Todos com objetivo de incentivar a construção de silos para que o agricultor de pequeno e médio porte tenha onde guardar os grãos.
PROSPERA

Depois de impactar a vida de mais de 1.000 pequenos agricultores do semiárido e da zona da mata nordestinos, o Prospera entra em uma nova fase. Dois novos mantenedores passam a fazer parte do programa: Yara, líder mundial em nutrição de plantas, e Massey Ferguson, marca mundial do grupo AGCO – líder global em concepção, fabricação e distribuição de maquinário e tecnologia agrícola de precisão.
CONCESSÕES

As concessões florestais têm o objetivo de promover o desenvolvimento da região e conservar as florestas públicas do país. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deram início aos estudos para estruturação da concessão florestal em cinco áreas do Amazonas para o manejo florestal sustentável em florestas públicas federais na Região Norte, localizadas no Amazonas.
NANOCRISTAIS

A partir da manipulação de macromoléculas, pesquisadores da Embrapa Instrumentação (SP) extraíram nanocristais de lignocelulose (LCNCs) da palha da cana-de-açúcar, um resíduo ainda pouco explorado, mas com elevado potencial para a sustentação futura de biorrefinarias. Da palha é possível produzir etanol de segunda geração e o estudo demonstra que ela também pode ser usada como matéria-prima para obtenção dos chamados greens materials (materiais verdes), provenientes de fontes renováveis e sustentáveis, de alto valor agregado.
IRRIGAÇÃO

A agricultura irrigada é estratégica para a produção de alimentos e o desenvolvimento da tecnologia no País passa pela desburocratização dos processos e por políticas públicas que ampliem o acesso dos produtores a recursos tecnológicos, afirmaram especialistas nesta terça-feira, durante o evento “Irrigar é Alimentar”. O debate, promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Rede Nacional de Irrigantes (RNAI), reuniu parlamentares e profissionais do setor.


Com assessorias de comunicação – Edição jornalística: Mauricio Picazo Galhardo -mauricio.picazo.galhardo@gmail.com