Obra de jovem escritor de Alumínio vence consagrado prêmio literário Barco a Vapor

João Paulo Hergesel, de apenas 25 anos, foi o escolhido entre mais de mil autores inscritos no renomado prêmio; livro será publicado pelas Edições SM 

“Era Natal e eu olhei pro presépio. Lembrei da expressão ‘vaca de presépio’. Então pensei – puxa, mas a vaca foi muito importante na história, ela precisaria ter destaque, assim como as renas, que nem estiveram perto da manjedoura. Foi então que veio o estalo: a vaca percebe isso e quer ser importante como a rena é”, relembra o jovem escritor, João Paulo Hergesel, morador da cidade de Alumínio, que venceu na última semana o 14° Prêmio Literário Barco a Vapor, com a obra “Que presepada”, escolhida entre mais de mil histórias inscritas.

O escritor de apenas 25 anos nascido em Sorocaba, mas aluminense de coração, foi destaque nos grandes jornais do país nesta semana após levar o primeiro lugar no prêmio promovido pela Fundação SM, que tem o objetivo de revelar novos autores, estimular a criação literária nacional e propiciar aos jovens leitores o acesso a textos inéditos e de qualidade. Considerada um das premiações mais importantes do segmento, o Prêmio Barco a Vapor já premiou figuras consagradas da literatura. Além do Brasil, o concurso é realizado no Chile, México, Argentina, Porto Rico, República Dominicana, Colômbia, Peru e Espanha.

Hergesel faz doutorado em Comunicação na Universidade Anhembi Morumbi (UAM), é mestre em Comunicação e Cultura e licenciado em Letras pela Universidade de Sorocaba (Uniso). Autor de livros infantis e juvenis, ele já ganhou outros prêmios literários, entre os quais Desafio dos Escritores (Câmara dos Deputados), Cancioneiro Poético (Instituto Piaget Portugal), Concurso Monteiro Lobato de Contos Infantis (SESC-DF) e o Prêmio Ganymedes José de Literatura Infantil e Juvenil (União Brasileira dos Escritores).

“Nunca imaginei que conquistaria um prêmio desse nível, reconhecido internacionalmente e que já foi entregue a escritores de renome. Quando soube que estava entre os oito finalistas, foi um susto grande e muito bom, mas ainda não acreditava que pudesse ganhar. Pela manhã, antes mesmo do café, quando vi as matérias e as mensagens de congratulações, me senti recebendo um ‘Oscar’ da literatura infanto-juvenil. A ficha não caiu totalmente, minhas emoções estão bagunçadas, mas é um sentimento muito bom, uma amostra de que meu esforço, meu empenho nas narrativas, vem sendo reconhecido”, comemora o escritor.

Hergesel vai ganhar R$ 40 mil de adiantamento de direitos autorais e terá seu livro publicado pelas Edições SM em outubro, quando será realizada a cerimônia de premiação.

Uma história sobre sonhos

A história da vaca de presépio que sonhava em ser rena de Natal desbancou outros mais de mil originais para crianças e adolescentes. Juno trabalha todos os anos como atriz no presépio da fazenda. Sua vida pacata não é das piores, mas ela decide ir atrás de seu sonho e, para chegar ao Polo Norte e realizá-lo, além de voar, Juno precisará de paciência e determinação e da ajuda de alguns amigos – tudo isso sem se deixar desanimar pelas gozações e preconceitos. A obra inédita é indicada para crianças de 8 a 10 anos.

Com o objetivo de mostrar que cada um tem grande importância e pode vencer qualquer dificuldade, o autor destaca na história que lutar pelos próprios sonhos e mudar de vida é possível, com determinação. “Acredito que não existe sonho impossível quando se acredita e se dedica para concretizá-lo. Cada um tem a sua importância, suas qualidades e merece estar em destaque, oferecendo o melhor de si ao mundo”, finaliza Hergesel.

Obra de jovem escritor de Alumínio vence consagrado prêmio literário Barco a Vapor

 

João Paulo Hergesel, de apenas 25 anos, foi o escolhido entre mais de mil autores inscritos no renomado prêmio; livro será publicado pelas Edições SM 

“Era Natal e eu olhei pro presépio. Lembrei da expressão ‘vaca de presépio’. Então pensei – puxa, mas a vaca foi muito importante na história, ela precisaria ter destaque, assim como as renas, que nem estiveram perto da manjedoura. Foi então que veio o estalo: a vaca percebe isso e quer ser importante como a rena é”, relembra o jovem escritor, João Paulo Hergesel, morador da cidade de Alumínio, que venceu na última semana o 14° Prêmio Literário Barco a Vapor, com a obra “Que presepada”, escolhida entre mais de mil histórias inscritas.

O escritor de apenas 25 anos nascido em Sorocaba, mas aluminense de coração, foi destaque nos grandes jornais do país nesta semana após levar o primeiro lugar no prêmio promovido pela Fundação SM, que tem o objetivo de revelar novos autores, estimular a criação literária nacional e propiciar aos jovens leitores o acesso a textos inéditos e de qualidade. Considerada um das premiações mais importantes do segmento, o Prêmio Barco a Vapor já premiou figuras consagradas da literatura. Além do Brasil, o concurso é realizado no Chile, México, Argentina, Porto Rico, República Dominicana, Colômbia, Peru e Espanha.

Hergesel faz doutorado em Comunicação na Universidade Anhembi Morumbi (UAM), é mestre em Comunicação e Cultura e licenciado em Letras pela Universidade de Sorocaba (Uniso). Autor de livros infantis e juvenis, ele já ganhou outros prêmios literários, entre os quais Desafio dos Escritores (Câmara dos Deputados), Cancioneiro Poético (Instituto Piaget Portugal), Concurso Monteiro Lobato de Contos Infantis (SESC-DF) e o Prêmio Ganymedes José de Literatura Infantil e Juvenil (União Brasileira dos Escritores).

“Nunca imaginei que conquistaria um prêmio desse nível, reconhecido internacionalmente e que já foi entregue a escritores de renome. Quando soube que estava entre os oito finalistas, foi um susto grande e muito bom, mas ainda não acreditava que pudesse ganhar. Pela manhã, antes mesmo do café, quando vi as matérias e as mensagens de congratulações, me senti recebendo um ‘Oscar’ da literatura infanto-juvenil. A ficha não caiu totalmente, minhas emoções estão bagunçadas, mas é um sentimento muito bom, uma amostra de que meu esforço, meu empenho nas narrativas, vem sendo reconhecido”, comemora o escritor.

Hergesel vai ganhar R$ 40 mil de adiantamento de direitos autorais e terá seu livro publicado pelas Edições SM em outubro, quando será realizada a cerimônia de premiação.

Uma história sobre sonhos

A história da vaca de presépio que sonhava em ser rena de Natal desbancou outros mais de mil originais para crianças e adolescentes. Juno trabalha todos os anos como atriz no presépio da fazenda. Sua vida pacata não é das piores, mas ela decide ir atrás de seu sonho e, para chegar ao Polo Norte e realizá-lo, além de voar, Juno precisará de paciência e determinação e da ajuda de alguns amigos – tudo isso sem se deixar desanimar pelas gozações e preconceitos. A obra inédita é indicada para crianças de 8 a 10 anos.

Com o objetivo de mostrar que cada um tem grande importância e pode vencer qualquer dificuldade, o autor destaca na história que lutar pelos próprios sonhos e mudar de vida é possível, com determinação. “Acredito que não existe sonho impossível quando se acredita e se dedica para concretizá-lo. Cada um tem a sua importância, suas qualidades e merece estar em destaque, oferecendo o melhor de si ao mundo”, finaliza Hergesel.