Crânio humano é achado com passageiro de ônibus na Castello Branco

Divulgação/Polícia Rodoviária

Na tarde da última segunda-feira, 7, a Polícia Civil apreendeu um crânio humano que estava com um passageiro em um ônibus na Rodovia Castello Branco. O caso aconteceu no limite entre Mairinque e Itu.

O homem, que veio da Bolívia, informou aos policiais que o crânio era do irmão mais velho dele e que estava lavando o objeto por razões culturais da família.

Segundo a Polícia Civil, o ônibus saiu de Campo Grande (MS) com destino à capital paulista. O crânio foi encontrado em uma bagagem de mão que pertencia ao passageiro.

Ele foi levado ao 4° Distrito Policial de Itu e explicou à polícia que o irmão mais velho morreu na Argentina. O corpo foi cremado, mas o crânio foi guardado por ser um costume da família.

O crânio foi apreendido e passará por perícia. O homem foi autuado pelo crime do artigo 17, da Lei 9434/97, que considera ilegal o transporte ou recolhimento de partes do corpo humano sem saber a procedência.