Mulher é resgatada em caminhonete por falta de ambulância

Na última quinta-feira, dia 11, uma vítima de um acidente de motocicleta na Avenida São Sebastião, no centro de Ibiúna, ficou por mais de uma hora esperando resgate e teve que ser transportada em uma caminhonete devido a demora para chegar ambulância. Segundo o Jornal do Povo, o caso causou muita revolta e desespero nas pessoas que presenciaram a cena. “Ligamos para o SAMU, resgate, hospital, polícia e nada de ambulância. A moça estava gemendo de dor e em estado de choque, não podíamos mexer nela porque aparentava estar com fraturas. Isso no centro da cidade, a menos de um quilômetro do hospital e base do SAMU. É um absurdo o que está acontecendo em Ibiúna”, protestou um comerciante que ajudou no resgate.

Um fisioterapeuta, enfermeiros e um motorista do SAMU de Cotia que passavam pelo local, iniciaram os primeiros socorros, até que viesse uma ambulância para fazer a remoção, o que não aconteceu. “Fomos até a base do SAMU e todos também estavam apavorados, pois não tinha ambulância para socorrer a vítima. Uma das funcionárias nos disse que tinha uma prancha e material para imobilização. Com autorização do esposo da vítima, optamos por fazer a remoção em uma caminhonete aberta de um popular que passava pelo local. Isso porque, a moça não aguentava mais de dor, estava muito gelada por causa do trauma, podendo entrar em choque hipovolêmico por conta das possíveis hemorragias internas, além de estar pálida e com a pressão arterial diminuindo”, contou um dos enfermeiros que participou do resgate.

Após quase uma hora, a vítima então foi levada para o Pronto Socorro Municipal, numa caminhonete, escoltada por uma viatura da Guarda Civil Municipal e da Polícia Militar. Ela foi atendida pela equipe médica, que apontou lesão na cervical e na pelve, tendo que ser transferida para o Hospital Regional de Sorocaba, afim de realizar exame de tomografia.

A prefeitura de Ibiúna não se manifestou sobre o caso até o momento.

Fonte: Jornal do Povo