Vazamento de amônia em fábrica de São Roque exige socorro dos Bombeiros | Policial

Na tarde desta quarta-feira(01), por volta das 13h37, aconteceu o vazamento de produto perigoso numa fábrica a rua Cleide Lurdes. Segundo informações da Rádio Coluna FM, a empresa realizava a manutenções de rotina, quando ocorreu o vazamento de amônia.

Ao todo, 18 funcionários precisaram ser socorridos por duas ambulâncias e de meios próprios para o Pronto Atendimento da Unimed de São Roque. A equipe de manutenção sanou o vazamento.

O corpo de Bombeiros enviou três viaturas para o local e oito bombeiros participaram da ajuda e socorro das 18 vítimas. A empresa deu todo o suporte necessário para os colaboradores que passaram mal após o vazamento do produto.

Riscos da inalação de amônia

O gás é um irritante poderoso das vias respiratórias, olhos e pele. Dependendo do tempo e do nível de exposição podem ocorrer efeitos que vão de irritações leves a severas lesões corporais A inalação pode causar dificuldades respiratórias, broncoespasmo, queimadura da mucosa nasal, faringe e laringe, dor no peito e edema pulmonar. A ingestão causa náusea, vômitos e inchação nos lábios, boca e laringe. A amônia produz, em contato com a pele, dor, eritema e vesiculação. Em altas concentrações, pode haver necrose dos tecidos e queimaduras profundas.

O contato com os olhos em baixas concentrações (10 ppm) resulta em irritação ocular e lacrimejamento. No caso de concentrações ainda mais altas, pode haver conjuntivite, erosão na córnea e cegueira temporária ou permanente. Reações tardias podem acontecer, como fibrose pulmonar, catarata e atrofia da retina.  

Fonte: Corpo de Bombeiros de São Roque

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados