Bolsonaro: “Se Flávio errou, vou lamentar como pai, mas ele terá que pagar”


O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou, em entrevista publicada pela agência de notícias americana Bloomberg, nesta quarta-feira 23, que, se seu filho Flávio Bolsonaro “errou e for provado”, vai lamentar, mas defenderá que ele “pague por isso”. O mandatário abordou o assunto em Davos, na Suíça, onde se encontra para participar do Fórum Econômico Mundial.

“Se por um acaso ele errou e for provado, eu vou lamentar como pai, mas ele terá que pagar o preço por aquelas ações que nós não temos como aceitar”, disse. Deputado estadual e senador eleito, Flávio Bolsonaro é investigado por movimentações financeiras consideradas atípicas suas e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

Flávio diz não ter conhecimento sobre as operações de Queiroz e alega que a sua movimentação financeira dos últimos anos está relacionada a compra e venda de imóveis. Um pagamento em dinheiro vivo, de 100.000 reais, justificaria 48 depósitos feitos em sua conta corrente, que somam 96.000 reais.

Fonte: Veja