Confira quais e como podem funcionar as atividades essenciais durante a Fase Vermelha do Plano SP

Logo após anunciar que todo Estado de São Paulo vai estar na Fase Vermelha do Plano São Paulo entre 6 e 19 de março, nesta quarta-feira (3), o governador João Doria divulgou como funcionarão os protocolos sanitários das atividades permitidas nesse período.

Além das imagens abaixo, você pode baixar o panorama atual do Estado e o 24o balanço do coronavírus no site do Governo de São Paulo.

Protocolos sanitários para funcionamento de supermercados em São Paulo

  1. Obrigatoriedade de aferir a temperatura antes do ingresso no local
  2. Obrigatoriedade no fornecimento de álcool em gel
  3. Obrigatoriedade de uso de máscara durante toda a permanência no estabelecimento
  4. Distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas dentro do local, assinaladas no chão dos estabelecimentos
  5. Determinar horário diferenciado para abertura e fechamento dos estabelecimentos
  6. Higienizar os carrinhos e cestas de compras a cada uso
  7. Realizar anúncios periódicos pedindo que clientes sigam o distanciamento social, usem máscaras e lavem suas mãos, bem como orientar que toquem apenas nos produtos que serão levados/comprados
  8. Sempre que possível, utilizar métodos de pagamentos através de aplicativo, QRCode e outros modelos sem contato físico entre funcionário e cliente
  9. Aumentar o número de caixas preferenciais para atendimento ao público dos grupos de risco
  10. Controlar o fluxo de entrada e saída dos estabelecimentos, de forma que seja respeitado o distanciamento social

Protocolos sanitários para funcionamento de estabelecimentos religiosos em São Paulo

  1. Nível de ocupação máxima no local deve ser de 30%
  2. Obrigatoriedade de tirar a temperatura antes do ingresso no local
  3. Obrigatoriedade no fornecimento de álcool em gel
  4. Obrigatoriedade de uso de máscara durante todo o período da cerimônia inclusive pelos celebrantes e assistentes
  5. Distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas dentro do local
  6. Todas as pessoas devem estar sentadas
  7. Horários devem ser espaçados para evitar aglomerações na entrada e saída
  8. Assegurar a ventilação adequada do local de realização da celebração religiosa, mantendo todas as portas e janelas abertas o tempo todo
  9. Suspender os coros temporariamente, devido ao potencial de contaminação desta atividade
  10. Sempre que possível, eliminar rituais envolvendo toques físicos e não compartilhando objetos

Protocolos sanitários para funcionamento de escolas em São Paulo

  1. Obrigatoriedade de aferição de temperatura antes de ingressar na unidade escolar
  2. Higienização frequente das mãos com água e sabão e/ou álcool em gel
  3. Obrigatoriedade de uso de máscara durante todo o período de permanência no espaço escolar
  4. Horários de entrada, saída e recreios devem ser organizados para evitar aglomeração
  5. Distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas dentro da unidade escolar
  6. A ventilação adequada de todos os espaços escolares deve ser assegurada e portas e janelas mantidas abertas
  7. Higienização constantemente os espaços utilizados por alunos e equipes escolares
  8. Restrição a interações que envolvam contato físico entre as pessoas
  9. Presença máxima de estudantes deve ser de até 35% das matrículas
  10. Pessoas com sintomas de COVID-19 não devem comparecer às unidades escolares sob nenhuma circunstância