Evento realizado em São Roque propõe debate sobre a participação das mulheres na política

A importância da participação das mulheres na política foi tema de um evento realizado na última semana em São Roque. O encontro, além de contar com a presença de três convidadas da Rede de Sustentabilidade, teve a participação de 70 pessoas na Casa do Norte.

Para facilitar o debate, Ana Carolina (formada em Gestão Pública, porta-voz da REDE em São Roque e gerente na Lemobs), Mariana Lacerda (advogada, coordenadora executiva estadual da REDE e diretora de comunicação no Instituto M133) e Claudia Visone (jornalista e Co-Deputada Estadual pelo mandato coletivo da Bancada Ativista) trouxeram à tona a discussão e desenvolveram uma enquete apenas para as mulheres presentes. De 41, 38 delas acreditam que não são representadas plenamente na política.

O cenário local mostra que realmente não são representadas, uma vez que nenhuma das 50.82% de mulheres que compõem a população são-roquense, segundo o último censo do IBGE, ocupa as cadeiras da Câmara dos Vereadores e do Executivo Municipal atualmente.

Alguns avanços significativos na Lei Eleitoral, como obrigar a participação de, no mínimo, 30% de um dos gêneros nas eleições, mostra que há uma iniciativa da sociedade em promover o surgimento de mais mulheres neste ambiente, mas ainda é preciso que haja um espaço maior dedicado aos debates, além da inclusão do assunto na educação das crianças e jovens.

Vale lembrar que na história da Câmara de São Roque, apenas seis mulheres alcançaram mandatos, sendo elas Faustina Maria das Dores (1960 a 1963), Bruna Pazzini (1969 a 1972), Rosa Maria Salvetti Nunes (1993 a 1996), Maria do Carmo de Souza (1997 a 2000), Sidnea Capps Garcia (1997 a 2000) e Neusa Porfiria da Silva (2001 a 2004). São 16 anos sem uma figura feminina no cenário político da cidade.