Vereador solicita informações sobre possíveis contaminações em funcionários da Saúde

O vereador Guto Issa falou em tribuna livre, durante a sessão online desta segunda-feira, 11, que recebeu informações de que diversos funcionários da Santa Casa estariam infectados pelo coronavírus. Segundo o edil, foi averiguado que são 5 da enfermaria, 6 da hotelaria e 2 da manutenção, afastados por estarem com a suspeita de Covid-19. Disse também que oficializou um pedido ao prefeito para divulgar e esclarecer os casos desses 13 funcionários.

Entramos em contato com a Santa Casa para saber sobre tais afirmações e fomos informados que sobre os funcionários infectados, os números divulgados pelo vereador não procedem e foram coletados a partir de uma fonte não oficial, que não tem acesso às notificações de casos de Covid-19 no município. A administradora do hospital, Andrea Rodrigues informou que a Santa Casa segue todos os protocolos, inclusive para coleta de exames dos colaboradores da Santa Casa, que não pode e nem vai expor colaboradores e familiares e reitera que todos os casos suspeitos que passam pelo Pronto Atendimento, sem exceção, são notificados à vigilância e estes são divulgados por meio dos boletins do Departamento de Saúde.


“As doenças de notificação compulsória não permitem divulgar onde moram, trabalham ou quem são. Isso só causa mais pânico na população e atrapalha o trabalho de quem realmente faz algo para combater esse problema gravíssimo que estamos enfrentando. Não são poucas as reportagens que relatam funcionários da saúde sendo hostilizados por estarem trabalhando nos hospitais, não queremos isso aqui”, pondera Andrea.


O Ministério da Saúde reconhece que mesmo utilizando todos os EPI´s e atendendo todos os protocolos de segurança, o risco de contágio de Covid-19 em hospitais é elevado, principalmente para os funcionários que trabalham em mais de um hospital e/ou que precisam ter acesso às áreas de isolamento. “Isso é uma realidade mundial”, acrescenta Andrea.


Sobre a cobrança do vereador ao prefeito para esclarecimento de eventuais casos de funcionários infectados, Andrea Rodrigues diz que é um direito do vereador e que não vai comentar atitudes que ela entende ter cunho político. “Para assuntos técnicos e ajudas reais à Santa Casa, estou sempre à disposição”.

No final de março, os hospitais particulares Sírio-Libanês e Albert Einstein divulgaram mais 450 casos de funcionários afastados por suspeita de Covid-19. Na rede pública, eram confirmados 1080 casos.

Também entramos em contato com a Prefeitura de São Roque para mais esclarecimentos, mas não obtivemos resposta até o fechamento desta reportagem.

O vereador enviou ofício à prefeitura para que o órgão possa esclarecer as informações.