Professores de São Roque podem ganhar novo aumento de 13% no salário | O Democrata

Os professores de São Roque ganharam um novo motivo para comemorar nesta sexta-feira, 4, durante uma transmissão ao vivo que o Prefeito Guto Issa fez nas redes sociais. Inicialmente, o assunto a ser tratado era a volta às aulas, que acontecerá na próxima segunda-feira, 7, mas entre outros temas abordados, o possível novo salário dos profissionais do magistério chamou atenção. A categoria que já tinha recebido um aumento de 12% em janeiro, juntamente com todos os outros servidores municipais, pode ter um novo reajuste de mais 13% caso dois Projetos de Lei sejam aprovados pela Câmara Municipal.

Os Projetos de Lei do Executivo enviados para avaliação dos vereadores dizem respeito a duas alterações no pagamento da categoria. O primeiro deles altera a gratificação de permanência (valor de 20% do salário dos educadores) pela gratificação mensal de assiduidade (valor fixo de R$ 350,00) paga a todos os servidores municipais que não faltem ao trabalho durante o mês corrido. Na prática, nenhum desses benefícios vale como pagamento de salário e portanto, não contam para compor o Piso Nacional e nem para aposentadoria dos professores.

O segundo projeto, porém, propõe um aumento de salário real válido para os professores no início da carreira profissional, pois com o plano de carreira os valores aumentam durante o tempo de serviço prestado na prefeitura. Assim, caso aprovado na Câmara Municipal, São Roque será uma das primeiras cidades do Brasil a atender à Lei do Piso conforme novo valor anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro.

O valor estabelecido nacionalmente como mínimo para o professor é de R$ 3.845 para uma jornada de 200 horas, o que significa cerca de R$ 19,22 por hora/aula. Com o PL enviado, Guto Issa pretende pagar R$ 19,62 para os professores da educação infantil e ensino fundamental I (antigo primário até a quarta série). Os professores do ensino fundamental II (antigo ginásio até oitava série) já recebiam acima do Piso Nacional, mas terão aumento na mesmo proporção, passando a receber R$ 23,80 por hora aula.

São Roque pagaria então salários iniciais de R$ 4.760,00 para professores PEF2 e R$ 3.924,00 para professores PEB e PEF1, numa jornada de trabalho mensal de 200 horas, além de vale alimentação de R$ 480,00, R$ 350,00 (por não faltar ao serviço), transporte gratuito nos ônibus municipais, cesta básica com itens de alimentação e higiene. O Projeto de Lei precisa ser aprovado pela maioria dos vereadores para que seja implantado pela Prefeitura.

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados