Ressentimento é a forma de revelar uma necessidade sistêmica

Por muito tempo tive ressentimento pelo que ocorreu no passado. Me tornei exigente comigo mesmo e não conversava com ninguém sobre o assunto. Isso me fez uma pessoa insegura, tímida e com muita vergonha. Mas o ressentimento era por não poder expressar meu lado da história. Eu só queria ser ouvido. E, como não podia, me distanciei porque para mim era melhor estar longe. Assim tinha menos chance de incomodar e levar uma bronca.

Foi assim por muitos anos. Para quem conhece um pouco de Constelação Familiar, eu estava em um momento em que a vida se encarregou de me trazer os padrões para eu lidar e olhar para dentro. Eu trabalhava como consultor de vendas e já completava uns 10 anos na área. Comecei a perceber que me ressentia cada vez com mais facilidade e sempre havia um chefe ou alguém superior na hierarquia que se incomodava comigo e encontrava um motivo para me chamar a atenção.

Claro que logo percebi que isso tinha um reflexo da relação que negava e ressentia. Me mantinha longe dos chefes, assim como fazia na infância. Bom, eu ouvi em uma rádio um dia a menção sobre constelação familiar, me interessei pelo assunto sobre padrões que se repetem. Resisti ainda por anos para me cadastrar no curso devido às minhas crenças e medos, mas entrei em um curso de Formação.

Ficou mais claro ainda para mim que os julgamentos que eu tinha, o efeito era fazer tudo na minha vida ficar mais difícil. O distanciamento em relação a família estava afetando como eu me sentia e lidava com meus relacionamentos, além de me sentir como se não fizesse parte de nada, como se eu fosse de outro planeta. O olhar sistêmico para o perdão inclui olhar para outras pessoas da família, ou mesmo olhar toda a família.

Quando um sentimento é muito forte, como o ressentimento que sentia e carregava a anos, essa é uma pista de que pode não ser apenas de uma pessoa. Pode ser que os próprios pais, nesse caso, também tenham ressentimento por algum dos pais deles. Quando você considera que sua dificuldade de perdoar pode não ser apenas sua, mas também de outras pessoas da sua família, você começa a lidar com mais facilidade.

Então, em uma constelação familiar, você pode devolver esse ressentimento para quem ele pertence. Pode ser que algum excluído precise ser visto e incluído. O ressentimento é a forma de revelar essa necessidade sistêmica. Quando incluímos tantas pessoas quanto o campo indique necessário, chega-se a um momento onde se encontra mais leveza e conexão entre os representantes dentro de uma constelação.

O que você achou dessas ideias aqui? Gostaria de ouvir suas impressões. Ok?

Thiago Souza – Terapeuta Familiar Sistêmico

  • Instagram: @thiagosouza.processo.sistêmico
  • Fone Fixo (11) 2428-2192
  • WhatsApp (11) 99344-1412