Saneaqua alerta para importância da economia de água neste final de ano

Com os níveis dos mananciais que abastecem a cidade em estado crítico e baixo índice de chuvas, comparado ao mesmo período do ano passado, empresa pede que a população economize água.

Com os níveis dos mananciais Fiscal e Carvalhal, que abastecem Mairinque, cada vez mais baixos, devido à estiagem, a Saneaqua, empresa responsável pelos serviços de água e esgoto no município, reforça a importância de economia de água nesse período de festas de final de ano.

A cidade enfrenta a pior seca desde 2017. O manancial Fiscal, principal fonte de captação da cidade, está em nível crítico de 0,76 m, inferior ao mínimo necessário para operação que é de 2,20 m. Nesse estágio, a captação só é possível devido a instalação de uma bomba suplementar. Já no manancial Carvalhal o cenário é de atenção, com o nível em 1,93 m, sendo que o mínimo para operação é 1,70 m.

Um dos maiores agravantes da pouca disponibilidade de água é o baixo volume de chuvas. Desde o começo do ano, a precipitação no município foi de 577 milímetros de água, índice 25,6% menor quando comparado ao mesmo período do ano anterior, que somou 776 milímetros. Nesse mês de dezembro choveu apenas 53,8 mm, enquanto, em 2020, o volume de chuvas do período ficou em 152,5 mm.

Nesse momento, com a chegada do verão, aumento de pessoas em casa e nas chácaras da região, devido ao período de férias e temperaturas elevadas, embora não haja previsão de racionamento até o momento, a Saneaqua alerta para a necessidade de economia de água por parte da população como medida para enfrentar esse cenário.

A empresa considera essenciais atitudes como banhos mais curtos, reuso da água da máquina de lavar para limpeza de quintal e varanda, uso de balde para lavar calçadas e carros em vez de mangueira, rega das plantas com um regador removível e econômico, de preferência no início da manhã ou à noite, e fechamento das torneiras ao escovar os dentes e ensaboar as louças.

“É imprescindível que a população entenda que é preciso economizar água. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), 110 litros de água por dia são suficientes para atender as necessidades básicas de uma pessoa. Em Mairinque, cada morador tem consumido 55,90 litros de água a mais do que esse valor recomendado”, reforça Bruno Gravatá, gerente de operações da Saneaqua.

Para enfrentar a estiagem a empresa realizou ao longo do ano investimentos e um plano de contingência com amplo cronograma de obras, como a substituição e extensão de redes nos bairros Jardim Vitória e Dona Catarina, ações de combate a vazamentos e obras para a perfuração de um novo poço para ampliar a oferta de água para o Distrito de Moreiras.

Além disso, a concessionária lançou a campanha “Jogando junto pela água”. A ação teve início em maio e conta com uma página exclusiva na internet (https://jogandojuntopelaagua.com.br/), que reúne informações sobre as condições dos mananciais, além de dados sobre os índices de chuvas. Nesta página, a população também pode acompanhar as principais obras e ações preventivas da concessionária para o enfrentamento da estiagem, além de encontrar dicas sobre como tornar o consumo de água mais eficiente. A campanha também conta com veiculações em mídias tradicionais, como jornais e sites de notícia, ações em redes sociais, carro de som, envio de mensagens de SMS aos clientes e entrega de folheto com dicas de consumo consciente à população.

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados