São Roque inicia nesta terça-feira a vacinação de pessoas com comorbidades e deficiências permanentes

Estão incluídas nessa nova fase pessoas com síndrome de down, deficiências e transplantados

A campanha de vacinação contra a Covid-19 da Prefeitura de São Roque inicia uma nova fase com a aplicação da 1ª dose para munícipes com comorbidades, síndrome de down, transplantados e com deficiência física (desde que recebam o Benefício de Prestação Continuada).

São caracterizadas como comorbidades diabetes, pneumonias crônicas graves, hipertensão, insuficiência cardíaca, cardiopatas, doenças cerebrovasculares, imunossuprimidos, hemoglobinopatias graves, obesidade mórbida ou cirrose hepática.

É necessária apresentação de uma carta médica ou um receituário que comprove a condição médica.

Serão aplicadas doses da AstraZeneca, das 8h às 12h, nos seguintes locais.

Unidades de Saúde
De terça a quinta-feira
• Pacientes com comorbidades (55 a 59 anos)

Vigilância em saúde
Terça-feira
• Síndrome de Down (de 18 a 59 anos)
• Deficientes (de 55 a 59 anos)
• Transplantados (de 18 a 59 anos)
Quarta e quinta
• Pacientes com comorbidades (55 a 59 anos)

Centro de Saúde II
Quarta-feira
• Gestantes e puérperas (com comorbidades)

Relação de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde

• Doenças Cardiovasculares
• Insuficiência cardíaca (IC)
• Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e Hipertensão pulmonar
• Cardiopatia hipertensiva
• Síndromes coronarianas
• Valvopatias
• Miocardiopatias e Pericardiopatias
• Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
• Arritmias cardíacas
• Cardiopatias congênitas no adulto
• Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
• Diabetes mellitus
• Pneumopatias crônicas graves
• Hipertensão arterial resistente (HAR)
• Hipertensão arterial – estágio 3
• Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão-alvo e/ou comorbidade
• Doença Cerebrovascular
• Doença renal crônica
• Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer).
• Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)
• Obesidade mórbida
• Cirrose hepática