São Roque será palco de Tributo a João Nogueira e aos 40 anos do Clube do Samba

No próximo dia 2 de novembro, sábado, o São Roque Clube recebe a partir das 21h, um evento mais que especial, colocando São Roque entre os palcos da turnê nacional do show Tributo a João Nogueira e aos 40 anos do Clube do Samba. Didu Nogueira e Jorge Simas, amigos e parceiros há décadas, unem-se para esta brilhante tarefa de homenagear o samba e seus imortais intérpretes. A abertura do evento será com o Grupo Samba Rasgado e encerramento com a bateria do Bloco Haja Fígado.

A parceria no show Tributo a João Nogueira, entre o violonista, arranjador, cantor e compositor Jorge Simas e o cantor e compositor Didu Nogueira apresenta também o repertório do disco Identidade de Didu, recém lançado com composições próprias e de artistas consagrados como Wilson Moreira, Mauro Duarte, Leci Brandão e Nei Lopes entre outros, onde cantam também alguns sambas do Bloco que com seu humor irreverente , “sacudiu” e sacode as avenidas cariocas nos seus desfiles.

Tendo Simas sido além de parceiro, diretor musical de João Nogueira por quase 15 anos e sendo Didu profundo conhecedor do vasto repertório musical e o fiel depositário da memória do Clube do Samba, esse espetáculo apresentará também algumas histórias “interessantes” vividas com João ao longo de sua carreira.

No repertório, a dupla apresenta grandes sucessos de João como “Nó na Madeira”, “Mineira”, “Clube do Samba”, “Eu Hein Rosa”, “Um Ser de Luz”, “Súplica” e “Espelho”, entre outras músicas do eterno presidente do Clube do Samba.

Por sua importância fundamental como movimento em defesa da cultura popular brasileira e em especial do samba, Simas e Didu estão finalizando a produção de um CD dos 40 anos do Clube do Samba com 14 faixas que contará com a participação de alguns de seus fundadores e herdeiros como: Gisa Nogueira, Paulo Cesar Pinheiro, Martinho da Vila, Mart’nália, Diogo Nogueira e Nelson Sargento, entre outros, a ser lançado em dezembro desse ano. Para 2020, a dupla se prepara para entrar em estúdio gravando o CD Simas, Didu, João com 15 ou 16 obras desse fundamental personagem da história do samba brasileiro.

O evento tem o apoio e promoção do Jornal O Democrata, Associação Comercial de São Roque – ACIA São Roque, Bloco Haja Figado, A Escola do Samba e São Roque Clube. Convites entre R$ 15 e R$ 40. Mais informações e vendas no site www.sympla.com.br

Didu, Jorge e a Escola do Samba

Com mais de 30 anos de militância nos bastidores da música, em especial no Choro e Samba, Didu Nogueira saiu da coxia para mostrar seu já reconhecido talento como cantor, apresentando sua “Identidade” em seu primeiro disco, lançado em janeiro de 2015. Filho de uma linhagem de tradição, Didu é neto do Mestre João Nogueira, violonista sergipano da Velha Guarda, filho de Gisa Nogueira, sobrinho do grande João Nogueira e primo de Diogo Nogueira, nomes bastante familiares àqueles que apreciam o melhor da música brasileira.

Jorge Simas é um violonista consagrado da atual cena da música popular brasileira. Na bagagem, o instrumentista possui mais de 5 mil faixas gravadas, além de arranjar e acompanhar importantes intérpretes e músicos brasileiros como João Nogueira, Jair Rodrigues, Beth Carvalho, Alcione ,Toquinho, Martinho da Vila, entre outros.

A Escola do Samba, associação cultural sem fins lucrativos, sediada em São Roque, traz músicos de renome da região, como Gui Silveiras, Marcelo Ribeiro, João Paulo, Digo Ferreira, Barba Marques, Lucas Pedroso, Ricardo Forti e demais percussionistas, associados, dentre diversos outros, sempre colocando-os em trabalhos diretos com o topo do mundo do samba, como será com Didu e Simas e como foi ano passado nesta mesma época com Nelson Sargento e Tantinho da Mangueira. Este intercambio musical é apenas um dos diversos projetos desta associação, que hoje é a gestora do maior bloco carnavalesco da região, o bloco Haja Fígado.