Cientistas pedem mais investigações sobre a origem da Covid-19

Um grupo de 18 cientistas dos Estados Unidos, do Reino Unido e Canadá, afirmaram, em uma carta publicada na revista Science que, mais de um ano depois do início da pandemia, ainda não existem evidências suficientes para determinar se a Covid-19 teve origem natural ou se é fruto de um vazamento acidental de laboratório na China. As informações são do jornal ‘O Globo’.

Os cientistas, assim como o governo dos Estados Unidos querem uma nova investigação para explorar a origem do vírus. A carta causou controvérsia no meio científico.

No ano passado, uma equipe da Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou um relatório alegando que um vazamento era improvável. Os defensores da ideia dizem que pode ter havido vazamento de um laboratório, especificamente o Instituto de Virologia de Wuhan, na China. A equipe da OMS visitou o laboratório de Wuhan, mas não o investigou.

A carta na Science defende uma investigação mais rigorosa das origens do vírus, que envolva uma gama mais ampla de especialistas e proteção contra conflitos de interesse.