Posições para dormir: Dores no corpo são queixas frequentes em consultórios

Queixa frequente nos consultórios ortopédicos, as dores musculares causadas pela maneira incorreta de se posicionar na hora de dormir devem ser consideradas sinais de alerta. Não dar atenção à postura em diferentes situações pode provocar uma série de doenças que se manifestam com sintomas diversos. 

De acordo com o médico ortopedista Adilio Bernardes, dores no pescoço, lombar e ombros são as principais reclamações no dia a dia clínico. “Reeducar o corpo é um passo importante e fundamental para uma melhor qualidade de vida e saúde, principalmente na hora de dormir”, pontua.

Adilio destaca que a posição ideal para dormir é de lado com um travesseiro que tenha altura correspondente à distância da lateral ombro-rosto, para que o pescoço fique alinhado. “A preferência é utilizar também um outro travesseiro entre os joelhos e, melhor ainda, se utilizado um travesseiro de corpo, que além de ser maior, ocupa boa parte da altura do indivíduo, deixando a coluna mais reta e relaxando a musculatura a ponto de proporcionar melhor qualidade do sono”.

Mas seria melhor dormir do lado esquerdo ou direito? 

O ortopedista explica que cada um tem os seus benefícios, porém destaca o lado esquerdo como mais benéfico. “dormir do lado esquerdo facilita a drenagem linfática, melhora a circulação sanguínea, facilita a digestão e minimiza o refluxo, pelo fato do estômago e intestino apresentarem inclinação para a esquerda. Além disso, mantém as vias aéreas mais abertas  O lado também é vantajoso para as gestantes, pois facilita a circulação sanguínea da placenta. 

Adilio explica que pessoas com problemas cardíacos ou que já tiveram acidente vascular cerebral (AVC), o ideal é dormir do lado direito do corpo, reduzindo a frequência cardíaca e a pressão arterial.

Confira outras posições indicadas pelo especialista:

Decúbito dorsal (barriga para cima): De acordo com Adilio, dormir de barriga para cima tende a sobrecarregar a coluna, uma vez que a curvatura natural fica sem apoio. “Além do problema com a coluna, essa maneira de dormir pode aumentar os roncos e a apneia do sono, dada pelo estreitamento das vias aéreas superiores, pela língua e amígdalas”. 

A dica do especialista nesse caso é fazer o uso de um travesseiro mais baixo e apoio embaixo dos joelhos. 

Dormir de bruços (barriga para baixo): O médico explica que essa maneira de dormir sobrecarrega a lordose natural da lombar, podendo causar dores. “A posição de bruços pressiona a cervical quando o pescoço fica virado de lado, além de dificultar a respiração devido a caixa torácica ficar para baixo em compressão. Uma dica é não utilizar travesseiro e sim apoios no quadril e barriga, que aliviam essas situações, contudo, não deixa de ser a posição menos favorável.

O ortopedista destaca que a presença da dor relacionada à posição de dormir deve servir como um sinal de atenção. “os benefícios de uma boa noite de sono são diversos como a redução do estresse, controle do apetite, melhora do humor, memória e raciocínio, rejuvenescimento da pele, além de ajudar no sistema autoimune, combate a hipertensão e doenças cardiovasculares, controle do diabetes, melhora do desempenho físico e outros”. 

+ Corpo pode cobrar pelo excesso de celular durante pandemia