Secretaria de Saúde de Ibiúna esclarece informações veiculadas sobre leitos do Hospital de Campanha

Após a circulação de algumas notícias em Ibiúna sobre o funcionamento do Hospital de Campanha contra o Coronavírus, a Prefeitura do município emitiu um comunicado oficial esclarecendo a situação. De acordo com as informações contidas no vídeo postado nas redes sociais pelos vereadores Naldo Firmino e Elisângela Soares, ambos do PP, no local haveriam apenas “5 leitos de UTI e 8 leitos de enfermaria”, contradizendo os 30 leitos anunciados pela Prefeitura na instalação do hospital.

“O momento que estamos enfrentando requer o trabalho de todos nós , apontando possíveis erros e buscando viáveis soluções. Juntos ao secretário de saúde Samuel obtivemos as seguintes informações de como está equipado o hospital: 5 leitos de UTI , 8 leitos enfermaria , cerca de 30 profissionais atuando ali; no momento de nossa visita 4 pessoas estavam internadas”, disse Naldo em sua postagem.

Sobre a implantação do hospital, a Prefeitura ressaltou que a iniciativa de criar os leitos se deu pela escassez de vagas de UTI no Estado. A estrutura foi montada para comportar 30 leitos, sendo que, inicialmente, seriam 10 leitos na modalidade semi-intensiva e outros 20 de média e baixa complexidade.

Após avaliação da DRS XVI (Divisão Regional de Saúde), considerando que Ibiúna está entre os três municípios da região de Sorocaba que construíram hospital de campanha, foram colocados em pleno funcionamento cinco leitos de UTI com equipamentos, materiais e insumos, de acordo com o que foi divulgado pela prefeitura municipal.

Conforme o esclarecimento, também será implantada uma sala de tomografia e outros 16 leitos clínicos para atender casos de média complexidade. “Há registro de tudo isso na DRS”, enfatizou.

Existe, todavia, uma diferença entre habilitação e credenciamento. Segundo o posicionamento, Ibiúna conta com 10 leitos habilitados para UTI, sendo cinco deles credenciados para funcionamento – conforme já estabelecido com a diretoria estadual da Saúde.

No geral, a estrutura comporta 26 leitos, uma vez que foi necessário espaço para instalação do serviço de tomografia. Destaca-se, ainda, que a estrutura em funcionamento conta com 30 profissionais, entre serviços de higiene, enfermagem, atendimento médico, fisioterapia e recepção.

A prefeitura ainda emitiu, em nota, que o hospital de campanha da cidade será referência para os municípios vizinhos. Leia na íntegra:

“Vale ressaltar que, dentro de poucos dias, seremos referência para Araçariguama, Alumínio, Mairinque, São Roque e, até mesmo, Sorocaba. Nada disso seria possível caso o governo municipal não tivesse empreendido um trabalho sério, dedicado, transparente e tendo como único compromisso a saúde e a vida dos ibiunenses. Este não é um momento para intrigas políticas, fake news e outros ataques eleitoreiros, mas de união e iniciativas conjuntas”, disseram em nota.