Sindicato notifica de greve a Mirage por corte do plano de saúde

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informou que, na manhã desta quarta-feira (06), protocolou notificação de greve na empresa de transporte urbano de São Roque Mirage Transportes, alegando que a mesma deixou de pagar o plano de saúde aos trabalhadores “e o serviço foi cortado em pleno período de pandemia do novo coronavírus, quando a categoria mais precisa de proteção”, justificou o Sindicato.

Segundo o Sindicato, os trabalhadores estão há 15 dias sem plano de saúde e o órgão tentou resolver o problema por meio do diálogo, mas não obteve êxito. “Além de não pagar o plano, a Mirage também está há sete meses sem recolher o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço)”, disse o Sindicato.

“O Sindicato dos Rodoviários exige o restabelecimento imediato desses dois importantes direitos. Para o Sindicato, o plano de saúde é de extrema importância visto que os trabalhadores em transportes têm mais de 70% de risco de contágio pelo novo coronavírus por estarem em constante contato com grande número de pessoas, segundo estudo feito por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)”, alertaram.

Caso a empresa não resolva a situação, a categoria irá entrar em greve após o vencimento do prazo legal de 72 horas a contar do protocolo de notificação realizado nesta manhã (06).

O Sindicato dos Rodoviários também comunicou a Prefeitura Municipal de São Roque sobre a notificação de greve na Mirage Transportes. “Até onde é do conhecimento do Sindicato, o poder público local continua a repassar o subsídio integral do transporte à empresa, mesmo tendo determinado a redução da operação do transporte urbano para apenas 30% da frota de ônibus, por causa da pandemia do novo coronavírus”, finalizou o Sindicato.

O Democrata entrou em contato com a Mirage Transportes, que disse que assim que tiver informações sobre o assunto, se manifestará com o posicionamento da empresa.

Acompanhe em breve novas informações.