Tarifa de energia e conta de luz vai ficar mais barata na região

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu acabar com o arredondamento do valor das bandeiras tarifárias amarela e vermelha da conta de luz a partir do mês que vem.

Na prática, isso significa que toda a vez que a agência determinar pagamento extra na bandeira amarela, a conta será um pouco mais barata que a praticada hoje. No caso da vermelha, sem o arredondamento, o valor será um pouco mais alto.

Hoje, o consumidor paga R$ 1,50 extra por 100 quilowatts-hora (kWh) na bandeira amarela, quando o valor original deveria ser R$ 1,34. Na bandeira vermelha patamar 1, é cobrado R$ 4 por 100 kWh, mas o valor original é arredondado para baixo: R$ 4,16. O mesmo ocorre na bandeira vermelha patamar 2, na qual é cobrado R$ 6 em vez de R$ 6,24.