Tarifa Zero triplica número de passageiros atendidos em Vargem Grande e estimula geração de empregos

Após três meses do lançamento, o Programa Tarifa Zero continua somando benefícios para a população de Vargem Grande Paulista. Neste período, mais de 340 mil passageiros foram atendidos segundo os dados apresentados pela empresa responsável pelo serviço de transporte no município. A pesquisa aponta, ainda, que o número de usuários triplicou após a implementação do programa. 

Iniciado em novembro do ano passado, o programa inovou em mobilidade urbana e passou a ser referência em diferentes cidades no mundo. O novo modelo de transporte público gratuito foi apresentado em Lisboa/Portugal, durante a 4ª edição do Ciclo de Palestras MOBILIDADE – Tendências | Desafios | Realidades. No Brasil, Vargem Grande Paulista foi a 14ª cidade a oferecer gratuidade no transporte, sendo a primeira na região Metropolitana de São Paulo. 

“Moro em Vargem Grande há 40 anos e é a primeira vez que vejo um trabalho assim, é algo que nunca foi feito no município”, comentou Miguel, morador do bairro Capela do São Pedro.  A geração de emprego dentro do município é outro benefício que o Programa Tarifa Zero trouxe para a população.

Com a gratuidade do transporte, os empregadores passaram a contratar mais munícipes de Vargem Grande Paulista, já que o incentivo é um gasto a menos para empresas e lojas na cidade. Cristiano é comerciante no centro da cidade e comentou a importância do Tarifa Zero para contratar mais funcionários do município: “O Tarifa Zero é um incentivo para nós. A gratuidade do transporte nos deu a possibilidade de economizar e contratar mais funcionários dentro de Vargem Grande Paulista”. 

O Tarifa Zero é uma parceria entre a Prefeitura e iniciativa privada, que contribuirá com uma taxa mensal referente ao que já é gasto com vale transporte. Esta taxa é paga ao Fundo Municipal de Transporte e Trânsito Urbano (FMTU), criado pelas Leis Municipais Lei Municipal 1068/2019 e 1092/19) que tem como receita: dotações orçamentárias; multas de trânsito; taxa de transporte público de passageiros (empresas privadas); taxa de publicidade; publicidade em pontos de ônibus; entre outras.

A frota de ônibus também foi ampliada de 7 para 13 ônibus, e as 4 linhas que estavam em funcionamento passaram a ser 7 atendendo diversos bairros da cidade. Além disso, as obras do Terminal Metropolitano seguem em andamento. Em breve, o novo terminal vai receber todas as linhas, interligando todo o município.