Uma nova fase para a sobrevivência

O mês de maio deixa para trás momentos muito tristes e difíceis que marcaram para sempre a história da humanidade. Mais de mil mortes em 24 horas em nosso país pelo novo coronavírus. Nesta semana o Brasil liderou o total de óbitos por dia no mundo por três vezes. Já são mais de 25 mil pessoas que perderam suas vidas para a COVID-19.

Mas o mês de junho será recebido com um pouco de esperança, ao menos em algumas cidades do Estado de São Paulo. De acordo com o governo do estado, em 15 de março, dia considerado como o início da pandemia no país, São Paulo respondia por 68% dos casos de coronavírus no Brasil. Hoje, essa taxa caiu para 22%. Em relação ao número de óbitos, em 1º de abril, o estado tinha 68% dos óbitos por Covid-19 confirmados no país. Hoje são 26%. A queda foi atribuída ao sucesso das medidas de distanciamento social.

Com base nestes números, a partir deste dia 1º de junho será possível iniciar a reabertura gradual de diversos setores da economia com regras e protocolos sanitários definidos pelo Plano São Paulo. Tais índices apontam não somente um alívio para a economia, que precisa voltar a girar, mas, principalmente, revelam que o esforço de isolar a população por meses apresentou algum resultado positivo, possibilitando essa retomada.

Este é um momento muito importante do processo, pois será necessário um cuidado especial e respeito a todas as normas de higiene para que o vírus não se dissemine de forma tão repentina novamente. Vamos ter que aprender a viver nesse mundo que agora lida com o “novo normal”, uma vida diferente, que ainda requer muitos cuidados, prevenção e atenção.