Para produzir uma boa cerveja; Cerveja Saison – A ale rural

Na Valônia, sul da Bélgica, há alguns séculos, fazendeiros costumavam produzir cerveja durante o inverno, com o intuito de obter lucro extra ao agregar valor a uma parte de sua colheita de grãos.

O ressurgimento da procura por cerveja artesanal e por um estilo particularmente denominado Saison, apelidada de “ale rural” por alguns, reviveu com novas características e se incluiu no consumo dos camponeses durante o período de cultivo das terras.
No verão não se produzia cerveja, pois havia muitos interesses e prioridades nos negócios da fazenda. Produzia-se uma quantidade extra para que durasse todo o verão.

Fato curioso é que essa cerveja armazenada tinha mais volume alcoólico e lúpulo do que as consumidas no inverno e era mais valorizada pelo fazendeiros, mesmo contendo mais álcool. A única explicação para tal feito é que as cervejas da Valônia continham grande quantidade de agua para hidratação e grande teor de açúcar, fornecendo energia ao corpo, sendo consumidas pelos trabalhadores rurais.

Entre as cervejarias que produzem Saison, a Brasserie Fantôme é uma das mais conhecidas nacionalmente. Dany Prignon e suas saisons são a maior referência do estilo no mundo. A Brasserie Dupont produz desde 1920, hoje, conta com uma planta moderna em um belo complexo rural na Valônia, parte belga que faz fronteira com a França.

Uma ale belga clara, refrescante, muito atenuada, moderadamente amarga, de intensidade moderada e com o final muito seco. Normalmente sua carbonatação é alta usando grãos que não sejam apenas cevada e especiarias opcionais para complexidade. Muito aromática, com características frutadas, condimentadas e lúpulo evidente.

Experimente uma Saison e me conte sua experiência.

Beba menos, beba melhor!
Por Rogério Santiago
Para produzir sua própria cerveja entre em contato pelo
e-mail [email protected]
Instagram @roger_santiago_o
#culturacervejeirasr