RoboCop ganhará sequência para maiores de 18 anos e com armadura original

Um dos filmes clássicos do cinemão de ação dos anos 1980, RoboCop ganhará uma sequência direta, para maiores de 18 anos e com a armadura original do robô policial. O novo filme deve ignorar a versão mais recente do personagem, dirigido pelo brasileiro José Padilha.

O diretor Neil Blomkamp, de Distrito 9 e Chappie, duas ficções-científicas modernas que agradaram os críticos pela crueza das imagens, foi confirmado no comando desse novo filme de RoboCop e já está dando algumas respostas aos fãs, via Twitter, sobre a produção.

Ele, por exemplo, revelou que o roteiro, assinado por Ed Neumeier e Michael Miner, a dupla que escreveu o filme de 1987, está sendo desenvolvido no momento. De acordo com Blomkamp, o novo filme terá o espírito de Paul Verhoeven, o diretor do longa original.

O novo diretor também confirmou que o filme terá cenas pesadas e adultas, com muitas explosões e sangue. O novo RoboCop será para maiores de 18 anos, bastante diferente da produção de Padilha, que era PG-13, ou seja, maiores de 13 anos já poderiam assistir.

A única decepção dos fãs, por enquanto, é que o ator Peter Weller não voltará a viver o trágico policial ciborgue. Embora tenha 71 anos, Weller era um sonho antigo de quem gostava da franquia, mesmo que fosse rejuvenescido digitalmente, como tem sido costume em Hollywood.

O site Super Bro Movies, no entanto, garantiu que entrou em contato com os representantes do ator e ouviu que ele não tem interesse em se juntar a esse novo momento da franquia.

Ainda não há previsão de estreia do novo RoboCop.