A mente presa na escassez

Este é um tema realmente muito desafiador, especialmente quando ele tem a sua origem em nosso conteúdo cármico, experiências de vidas passadas, que marcaram o nosso espírito com este padrão tão difícil de subir para a percepção consciente em nossa vida atual. Pois, nem sempre percebemos que estamos sendo atacados pelo vírus da escassez vindos lá do fundo da alma, como se tivessem um corpo de dor autônomo, que se manifesta em nós sem que tenhamos controle consciente disto.

Existe um aspecto em Astrologia que marca muito este tipo de padrão de extrema pobreza que é quando Plutão está em quadratura com Saturno no mapa natal. Plutão, a destruição, e Saturno, o status e o sucesso da carreira na vida material. A quadratura, no entanto, diz que aí tem uma crença de que não merecemos este sucesso e, inconscientemente, criamos pensamentos e sentimentos que nos sabotam a cada possibilidade de acesso à prosperidade.
Não importa que experiências anteriores que marcaram o nosso espírito. Não precisamos ir atrás de regredir a vidas passadas para descobrir o que nos causou isto, mas podemos e devemos em cada nova vida aproveitar a chance para reestruturá-lo, elevando a nossa percepção sobre que pensamentos e sentimentos estão ocultos atrás dos fatos que nos acontecem. E ter claro o que podemos fazer de diferente para mudar isso e passar a criar a realidade que queremos.

É passar a perceber que existe um corpo de dor que vaga em nós, como um fantasma que nos assombra diante da possibilidade de ter que lidar com o dinheiro e com a matéria de uma forma que ela nos seja positiva. E por isso, qualquer pessoa que tenha este aspecto no seu mapa de nascimento tem nele a possibilidade de transmutar este carma e aprender a se autorizar a ser feliz e próspero. Deve pensar de forma positiva e permitir que a energia financeira flua, abundante e segura!

Muitas vezes o ego não permite que nos libertemos deste corpo de dor, porque ele necessita ter controle (Plutão) pelo medo de ficar pobre (Saturno). E o efeito disto na vida é a mente presa na escassez, no medo da falta e de não ter recursos para sobreviver. Com isso ele cria verdadeiras cenas de catástrofe que alimentam o nosso estado de fraqueza e auto piedade que perpetua o medo do fracasso. Esta tendência à insegurança, provoca instabilidade emocional e atrai o descrédito e desvia as possibilidades de sucesso nos negócios e o fluxo de dinheiro e abundância na vida.

E o que eu posso dizer é que vigilância consciente é a única maneira de mudarmos esse padrão. O fato de nascermos com aspectos difíceis no mapa astrológico, não significa que tenhamos que carregá-los conosco até o túmulo novamente. Mas, sim que podemos e devemos a cada dia, usar as experiências ditas “ruins” para nos mostrar que ainda precisamos limpar mais algumas coisas do nosso passado até chegarmos ao resultado que realmente queremos para o nosso presente.

Tenha em mente que um erro não o levará à morte. Pois é isto que o ego sente nesta hora. Trabalhe com fé, amor próprio e autoconfiança. Acredite na sua capacidade de realizar seu propósito! E tenha esse propósito muito claro para nortear o seu caminho! Isto é muito importante!

Livrar-se das “auto sabotagens” é um desafio diário para quem deseja crescer como pessoa. Mas é assim, que se vence a guerra com o ego. Mantendo a fé, a autoestima e a certeza de que uma derrota é só mais um estímulo para se continuar na luta!

Faça Seu Céu Brilhar
Seja a LUZ que ilumina o caminho da sua MISSÃO

Maria D’Arienzo – Astróloga e Master Coach
Faça seu Mapa Astral
WhatsApp: (11) 99251-7624
Site: https://facaseuceubrilhar.com.br/