A Torre comanda as energias do final de semana

Esse Arcano pode amedrontar muitos, à primeira vista, passa uma imagem de sofrimento, destruição, fracasso e derrota. No entanto, seus efeitos são negativos para aqueles que, presos à sua “zona de conforto”, se recusam a trabalhar sobre novas perspectivas e não se colocam em movimento na vida!

A ruína gerada pela energia que esse Arcano representa, na verdade, não deve ser encarada como algo diabólico e nefasto. Deve-se, sim, focar na oportunidade de reavaliarmos as circunstâncias, nos libertarmos de tudo que nos aprisiona e reconstruirmos o caminho a ser trilhado. É hora de “sair da rota atual” e provocar as mudanças necessárias!

Citando “O conto da ilha desconhecida”, só quando saímos da ilha é que a enxergamos, ou seja, para entendermos o nosso caminho, precisamos sair dele para conseguirmos identificar os nossos erros e a teimosia que nos leva a insistir no que está errado!

Os movimentos da vida provocarão mudanças inusitadas, e, a princípio, podem ser encaradas como negativos e destrutivos. Porém, esse efeito será libertador e permitirá nos desprendermos de tudo que não contribua com o nosso bem mais elevado.

Vale a reflexão de que muitos se acostumam a uma condição de vida miserável e enfadonha, imposta por interesses sórdidos e tiranos. Esse comodismo faz com que não tenham a disposição e compreensão de que podem alterar a própria realidade. O momento evoca a necessidade de questionarmos nossas ações, crenças e valores, a fim de compreendermos quais pontos devemos trabalhar para melhorar nossa vida e nosso interior.

O fanatismo está presente em vários aspectos da vida, não só no sentido religioso e espiritual. É importante abrirmos os olhos, rompermos com o passado e construirmos novas bases internas e externas para que o fluxo evolutivo não seja bloqueado.

Dado os efeitos dessa vibração, é provável que relacionamentos sejam finalizados, separações ocorram e objetivos já formados sejam destruídos. Antes de nos lançarmos à um estado emocional triste e depressivo, vale nos questionarmos se aquela pessoa era de fato boa, se aquele relacionamento era verdadeiro e saudável, ou também, se aquele planejamento realmente geraria os efeitos desejados e benéficos!

É como diz o ditado: “Há males que vem para o bem”. Se uma etapa do caminho acabou, NADA impede seguirmos em uma nova trajetória, que mesmo diferente da inicial, não deixa de ser feliz, próspera e iluminada.

Que a luz esteja com todos! Bom fim de semana!

Diego Medeiros Raposo – Tarólogo/terapeuta holístico há duas décadas, auxiliando o consulente a alcançar o equilíbrio emocional, fazendo limpeza energética, e transmitindo as orientações provindas do oráculo através do Tarô e do Baralho Cigano.

E-mail: diego.dimera@gmail.com – Whatsapp: (11)96311-8553 – Site: https://diegodimera.wixsite.com/dimera – Facebook: Diméra