AgroNotícias por Mauricio Picazo Galhardo

GARANTIA-SAFRA
Devido aos festejos natalinos, o benefício foi disponibilizado a partir de terça-feira (10), conforme calendário de pagamento de benefícios sociais do Governo Federal. O programa Garantia-Safra do ciclo 2018/2019 autorizou o pagamento para 22.680 agricultores familiares de Alagoas, da Bahia, de Minas Gerais e da Paraíba para cobrir perdas com a seca. O montante em recurso autorizado para esses agricultores até o mês de abril de 2020 chegará a R$ 19,278 milhões. 
EXPORTAÇÃO

As exportações do agronegócio somaram US$ 8,21 bilhões em novembro deste ano. O valor significou alta de 1% em relação ao total exportado em novembro de 2018 (US$ 8,13 bilhões). O crescimento ocorreu em função da expansão da quantidade exportada (6%), enquanto o índice de preço das exportações caiu 4,7%.

INTEGRIDADE

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina entregou no dia (10) certificado para as empresas ganhadoras do Selo Mais Integridade na edição de 2019. Criado no ano passado, o selo reconhece as empresas e cooperativas do agronegócio que adotam práticas de integridade sob a ótica da responsabilidade social, sustentabilidade, ética e ainda o comprometimento em inibir a fraude, suborno e corrupção.

SELO ARTE

O Ministério da Agricultura, cumpriu mais uma etapa para implantação do Selo Arte em todo o país. Foi publicada a Instrução Normativa 67, que estabelece os requisitos para que os estados e o Distrito Federal concedam o Selo Arte, aos produtos alimentícios de origem animal produzidos de forma artesanal.

EMBALAGEM

Foi publicada no Dário Oficial da União a Instrução Normativa Nº 66, que estabelece o Regulamento Técnico de Margarina, definindo o seu padrão oficial de classificação, com os requisitos de identidade e qualidade, a amostragem, o modo de apresentação e a marcação ou rotulagem, nos aspectos referentes à classificação do produto. O novo regulamento da margarina estabelece a exigência de que o produto apresente em sua rotulagem o teor de gordura, em porcentagem (% de gordura) no painel principal, possibilitando ao consumidor escolher o produto de acordo com as suas preferências ou finalidades.

CARNE

O setor de carnes teve um volume recorde de exportações em 2019. A associação que representa os frigoríficos exportadores de carne (Abiec), o país exportou 1,83 milhão de toneladas; uma alta de 11,3% na comparação com o desempenho de 2018. O mercado internacional chegou à participação histórica de 25% do total produzido pela cadeia produtiva no Brasil. Enquanto isso no Brasil a carne subiu de preço.
ETANOL

A forte demanda pelo etanol no Brasil e a alta do preço da gasolina são as razões para o aumento dos preços do biocombustível durante a maior parte do ano, que ficou acima dos R$ 2 por litro (preço do anidro na usina) em São Paulo na última semana, pela primeira vez na história. A afirmação é da pesquisadora do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), Ivelise Bragato. 
MINI-MELANCIA

As exportações parciais de MiniMelancia da safra 2019/20 (de agosto a novembro) são recordes – superando em 30% o volume enviado no mesmo período de 2018, segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior). De acordo com colaboradores do Hortifruti/Cepea, o início da temporada foi lento (agosto e setembro), mas os envios se recuperaram em outubro – período em que o consumo se elevou na Europa, impulsionado pelo “vazio” da fruta local e pelo clima, ainda favorável.
MANGA
As exportações da manga brasileira aos Estados Unidos se iniciaram em agosto e devem terminar ainda na primeira quinzena de dezembro. De acordo com relatório do National Mango Board, até a semana 47 (de 18 a 23 de novembro), haviam sido embarcadas 9,79 milhões de caixas de 4 kg da fruta ao país, um recorde. Até o encerramento da safra, os envios aos EUA podem chegar a 10 milhões. Destaca-se que o último recorde brasileiro foi registrado em 2003, quando o País exportou 9,75 milhões de caixas aos Estados Unidos. Segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, o aumento dos embarques em 2019 se deve, em grande parte, ao atraso das safras do Equador e do Peru.
CALENDÁRIO AGRÍCOLA DEZEMBRO

SUDESTE: Plantio: Algodão, arroz, milho, soja. Colheita: Amendoim e Uva.