AgroNotícias por Mauricio Picazo Galhardo

SUSPENSÃO. Foi decidido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento a suspensão temporária da exportação de pescado para a União Européia que entrou em vigor na quarta-feira, 3 de janeiro de 2018, monitorada pelo Plano de Ação para responder aos questionamentos da União Europeia (UE) apresentados por ocasião da missão de auditoria ocorrida em setembro de 2017. A suspensão foi anunciada por Luís Rangel, Secretário de Defesa Agropecuária do Mapa. A decisão poderá evitar a possível suspensão unilateral pela União Europeia. Ao mesmo tempo, o Mapa está buscando formas de implementar a colaboração com outros órgãos públicos para inspeção sanitária nas embarcações, item bastante criticado pelos europeus.

SIMPLIFICAÇÃO / MODERNIZAÇÃO. Retrospectivas: O Plano Agro+ completou no ano 2017, 830 ações que contribuíram para agilizar as atividades do agronegócio. Lançado em agosto de 2016, o Plano Agro+ é uma iniciativa do ministro Blairo, para melhorar o fluxo de informações, implementar a desburocratização, a simplificação de normas e a modernização de operações do agronegócio brasileiro. De acordo com o ministro, “a eliminação de entraves na cadeia do agronegócio permite ganhos ao governo e ao setor privado, estimados em até R$ 1 bilhão por ano”.

AUTORIZAÇÃO. Em julho, o Ministério obteve autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para reforçar o seu contingente de profissionais. A falta de pessoal impedia a abertura de plantas frigoríficas e atrasava o aumento da produção nacional. Por meio de concurso público, em andamento, serão contratados 300 auditores fiscais agropecuários.

KITS PARA IRRIGAÇÃO. Ao longo de 2017 foram entregues pelo Ministério da Agricultura, 3.913 kits de irrigação para agricultores do Maranhão, Pernambuco e Mato Grosso. Em maio, 835 desses sistemas de irrigação por gotejamento para o cultivo de hortaliças, feijão, mandioca, milho e frutas foram distribuídos a pequenos produtores de Várzea Grande, Mato Grosso, pelo secretário-executivo do Mapa, Eumar Novacki, que na ocasião respondia interinamente como ministro.

NOVOS ADIDOS AGRÍCOLAS. Em 2017, foram selecionados 16 novos adidos agrícolas brasileiros, dos quais 6 estão nomeados desde o último mês de novembro, designados para Tailândia, Índia, Vietnã, Arábia Saudita, Coréia do Sul e México. Com a recente nomeação, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) passou a contar com 15 adidos. Os outros 10 escolhidos serão nomeados até 2019.

EXCELENTE PRODUÇÃO. “A agricultura viveu um ano excepcional”, disse Neri Geller, Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), ao analisar as ações e os resultados da política agrícola brasileira em 2017. Ele acredita que a conjunção de fatores positivos ajudou a consolidar o País como um dos mais importantes players do agronegócio no mercado global.
(Texto(s): Mapa). Email: mauricio.picazo.galhardo@hotmail.com