AgroNotícias por Mauricio Picazo Galhardo

CARNE

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) e o Serviço de Inspeção e Inocuidade Alimentar (FSIS) informaram sexta-feira (21) ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) a abertura de mercado para carne bovina in natura do Brasil para os Estados Unidos a partir desta data. “Recebemos com muita satisfação uma notícia esperada há muito tempo: a reabertura do mercado de carne bovina in natura do Brasil para os Estados Unidos”, disse a ministra Tereza Cristina.
FACILITAÇÃO

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou alterações no Manual de Crédito Rural (MCR) e mencionou o Conselho Federal ou Regional de Técnicos Agrícolas entre os conselhos cujos filiados estão habilitados a prestar serviço de assistência técnica rural. Assim os técnicos agrícolas não ficam impedidos de prestar assistência aos produtores que queiram tomar recursos no sistema nacional de crédito rural e, dessa forma, essas operações não são inviabilizadas, com reflexos negativos para a safra em curso.

RECURSOS

A disponibilização de R$ 15 bilhões pelo Banco do Brasil para o pré-custeio 2020/2021 vai ajudar os produtores rurais a se programarem melhor para ter mais lucratividade. A avaliação é da ministra Tereza Cristina, que participou quinta-feira (20) do anúncio da liberação dos recursos. “Essa antecipação, esse custeio, possibilita que o produtor possa fazer as contas e que tenha maior lucratividade no final da sua safra, do seu plantio, da sua atividade”, disse a ministra.
MOLUSCOS

Atividade é considerada uma das formas mais sustentáveis de produzir alimento e colabora para a economia das populações locais. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Instituto de Pesca (IP-APTA), realiza há mais de 40 anos pesquisas com o intuito de fomentar o cultivo de espécies marinhas de moluscos bivalves em território paulista e brasileiro. 
VITÓRIA

“É vitória da FPA, é vitória do agro brasileiro e, mais importante, que tudo, é vitória do produtor rural”, comemorou o deputado Pedro Lupion (DEM-PR) logo após a conclusão da votação dos destaques da Medida Provisória 897/2019. A Câmara dos Deputados finalizou a apreciação da medida na noite de terça-feira, 18 e agora a MP segue para última etapa da tramitação no plenário do Senado. O texto-base já havia sido aprovado na terça-feira, 11, por larga maioria – 329 votos a 58 –, apesar das tentativas da oposição de adiar a votação.

MARÇO

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em reunião, com as entidades ligadas à infraestrutura, construção civil, transporte, saneamento, energia e agropecuária para debater o marco legal para o licenciamento ambiental no Brasil, afirmou que pode pautar o tema no plenário da Casa em março. No encontro, as entidades entregaram uma carta aberta que pede a votação do marco legal para o licenciamento ambiental no Brasil. Entre os principais pontos do documento, elas pedem a adequação das exigências e das modalidades de licenciamento.
ONU
A Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas – ONU instituiu 2020 como o Ano Internacional da Fitossanidade ou Ano Internacional da Saúde Vegetal. A iniciativa tem como objetivo destacar a importância da união das nações para garantir a saúde das plantas, protegendo a biodiversidade e o meio ambiente, por meio de ações que favoreçam a segurança alimentar e o desenvolvimento econômico sustentável.
INOVAÇÃO
O secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue, anunciou a Agenda de Inovação em Agricultura, uma iniciativa de todo o departamento para alinhar recursos, programas e pesquisas para posicionar a agricultura americana para melhor atender às futuras demandas globais. Especificamente, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) estimulará a inovação para que a agricultura americana possa atingir a meta de aumentar a produção em 40%.
COMISSÃO
A comissão mista do Congresso que analisará a reforma tributária foi instalada dia 19, com as presenças do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. O colegiado é formado por 25 senadores e 25 deputados, que têm a tarefa de produzir um texto único sobre o tema nas duas Casas. Os parlamentares terão o prazo de 45 dias para consolidar as propostas que tramitam no Congresso.