AgroNotícias por Mauricio Picazo Galhardo

CONECTIVIDADE
A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) se reuniu com representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para discutir medidas para ampliar a conectividade no campo. O secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vítor Elísio de Menezes, explicou a base legal de instrumentos e iniciativas da pasta que podem contribuir para a implantação de uma política de conectividade no campo. Essa é uma demanda do Mapa e será formulada pelos dois ministérios. A ministra observa que essa política é muito importante para avançar na modernização do campo e ampliar o acesso dos produtores às inovações tecnológicas.
FIGO E GOIABA

O Instituto Agronômico (IAC), da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo, realizou o 27° Ciclo de Palestras de Fitossanidade nas culturas de figo e goiaba, em Campinas, no em atendimento à solicitação de consultores e produtores da região. O Brasil é um importante exportador dessas frutas, sendo São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina os principais estados produtores. A produção paulista é a segunda maior, representando 38% da produção de figo e 34% de goiaba, de acordo com dados de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
NANOSENSOR

Um sensor de baixo custo com nanotecnologia e inteligência artificial, capaz de rastrear e monitorar o grau de maturação das frutas que amadurecem depois da colheita – chamadas climatéricas –, é a novidade desenvolvida por pesquisadores da Embrapa Instrumentação (SP), no âmbito de um projeto de inovação aberta com a Siena Company. Os testes foram feitos com manga, mamão e banana, mas o sensor pode ser aplicado em várias outras frutas.
MONITORAMENTO

Os cultivos de verão da safra de grãos continuam sendo beneficiados em boa parte do país pelo bom período de chuvas nas regiões produtoras, desde a primeira quinzena deste mês. Volumes de chuva acima de 120 mm favoreceram as culturas que estavam na fase de floração e enchimento de grãos. As análises agrometeorológicas e espectrais, em complementação aos dados de campo, são do último Boletim de Monitoramento Agrícola, divulgado nesta semana pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
TRIGO

Pesquisas do Cepea apontam que as cotações domésticas do trigo em grão seguiram em alta por mais uma semana, impulsionadas pela baixa oferta interna e pelo alto patamar do dólar, que eleva a paridade de importação. Outro fator que deve sustentar o valor do trigo nacional é a notícia, de que o governo argentino vai fechar o registro de novos negócios para exportação, o que indica que haverá elevação das retenciones nos próximos dias. 

ALGODÃO

Os preços domésticos do algodão em pluma voltaram a subir com um pouco mais de força, de acordo com o Cepea. O suporte aos valores vem do bom desempenho dos embarques brasileiros, da valorização do dólar – que eleva a paridade de exportação – e também da expectativa de redução da área com algodão nos Estados Unidos na temporada 2020/21. 

ETANOL
A produção de etanol segue crescente no início de fevereiro, graças à expansão do volume fabricado a partir do milho. Na primeira metade do mês, dos 98,83 milhões de litros produzidos pelas unidades da região Centro-Sul, 93,42 milhões de litros referem-se ao etanol de milho. Em igual período de 2019, enquanto a fabricação totalizou 61,31 milhões de litros, àquela derivada a partir do milho atingiu 37,76 milhões de litros.

VEGETAIS

A rede de supermercados norte-americana Kroger Company, em parceria com a Plant Based Foods Association (PBFA) – que incentiva o consumo de alimentos feitos com plantas –, vão estudar os reflexos das vendas de carnes à base de vegetais em lojas dos Estados Unidos (em Denver, Indiana e Illinois). O objetivo é avaliar o efeito destes produtos na comercialização, bem como o envolvimento dos consumidores e clientes. De acordo com notícia veiculada pelo portal Supermarket News, o teste possibilitará uma melhor visão sobre decisões de marketing e sobre a forma de comercializar tais alimentos, a fim de ampliar a conexão com os consumidores.

CALENDÁRIO AGRÍCOLA (MARÇO)

Plantio: – Alho. Colheita: – Algodão – Amendoim – Feijão, Mandioca – Milho.