AgroNotícias por Mauricio Picazo Galhardo

MAÇÃ E GERGELIM

A Índia se tornou o maior destino para a maçã brasileira em 2021, e o gergelim, que teve o mercado aberto no ano passado, já tem no país sul asiático o principal importador. A Índia apresentou um expressivo aumento das importações de maçã embarcadas, principalmente, dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. No período de janeiro a junho, as exportações para aquele país oriental foram de US$ 19,03 milhões, quase quatro vezes mais que o exportado no mesmo período de 2020 (US$ 4,9 milhões). 
DIA DO AGRICULTOR

Dia do Produtor Rural, celebrado dia (28/julho) foi criado em 1960, em comemoração ao aniversário de fundação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que completou 161 anos. A então Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas foi criada no dia 28 de julho de 1860, com a assinatura do decreto Nº 1.067, pelo Imperador D. Pedro II. O Brasil tem cerca de 5 milhões de produtores rurais, segundo o Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
ALIMENTOS

Os países das Américas deram uma forte demonstração de unidade no contexto do debate global sobre a transformação dos sistemas agroalimentares, pedindo que a sua voz seja ouvida e os seus acordos plenamente incorporados nas tratativas em curso. Ministros da Agricultura e altos funcionários de 33 países do Hemisfério se reuniram para destacar o papel de avalista da segurança alimentar mundial desempenhado pela região.
DESAFIOS

Segurança alimentar e sustentabilidade são os dois grandes desafios do Brasil na atualidade e no pós-pandemia. A afirmação é do ex-ministro da Agricultura e membro titular da Academia Nacional de Agricultura da SNA, Roberto Rodrigues. “Se não olharmos adequadamente esses dois temas, haverá dificuldades e guerras no mundo. E esses temas passam pelo agro do cinturão tropical do planeta, onde há terra disponível e avanço possível de produtividade”. 

AUTOCONTROLE

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) promoveu uma live sobre o autocontrole na defesa sanitária vegetal.  O debate foi moderado pelo diretor técnico adjunto da CNA, Reginaldo Minaré. “A proposta surge como uma alternativa de ampliar e modernizar o escopo de atuação da defesa agropecuária, garantir maior liberdade aos agentes econômicos regulados, sem oferecer qualquer prejuízo à sanidade, inocuidade, qualidade, identidade e segurança dos insumos e produtos da agropecuária”, afirmou.

PRODUÇÃO

A quantidade de cana-de-açúcar processada pelas unidades produtoras do Centro-Sul alcançou 45,65 milhões de toneladas na 1ª metade de julho, com retração de 2,37% sobre o valor apurado na mesma quinzena da safra 2020/2021 – 45,76 milhões de toneladas. O estado de São Paulo registrou uma moagem de 26,38 milhões de toneladas (-4,54%) e nos demais estados da região centro-sul a quantidade processada alcançou 19,26 milhões de toneladas (+0,76%). 
OPORTUNIDADES

Discutir a contribuição da bioenergia para a descarbonização e oportunidades de cooperação entre Brasil e Japão foram os principais objetivos de seminário promovido pela embaixada do Brasil em Tóquio. No evento online, Eduardo Leão, diretor executivo da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), destacou o papel que o etanol pode exercer nas diferentes rotas tecnológicas de mobilidade sustentável.  De acordo com o diretor, o Japão tem uma meta ambiciosa quando o assunto é descarbonização e o setor de transportes tem um peso importante nesse esforço.
RELATÓRIO

As fortes geadas que ocorreram nas principais regiões produtoras de hortaliças e frutas no país causaram queda na oferta das culturas. Como consequência, houve alta nos preços destes produtos na maioria dos mercados atacadistas. A informação consta no Relatório de Monitoramento Semanal da Comercialização dos principais produtos nas Centrais de Abastecimento. De acordo com informações da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), a geada foi intensa e abrangente em São Paulo e atingiu também regiões de clima mais quente, como Ribeirão Preto e São José do Rio Preto.
ARROZ

Apesar da postura cautelosa dos setores atacadistas e varejistas quanto aos preços, as vendas do arroz beneficiado aos grandes centros consumidores estiveram ligeiramente aquecidas nas últimas semanas, de acordo com colaboradores do Cepea. Contudo, as unidades de beneficiamento com maior necessidade de aquisição estão mais ativas e têm aumentado os valores de suas ofertas para adquirir novos lotes de arroz em casca. 


* Mauricio Picazo Galhardo é Jornalista.

Email: mauricio.picazo.galhardo@gmail.com