AgroNotícias por Mauricio Picazo Galhardo

IRRIGAÇÃO. O secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Eumar Novacki, distribuiu sexta feira (27) 895 Kits de irrigação para 22 municípios do Mato Grosso. A solenidade de entrega foi realizada na sede da Superintendência Federal de Agricultura (SFA), em Cuiabá.

MERCOSUL. As exportações de carne bovina in natura de março dos quatro países do Mercosul atingiram 200 mil toneladas, um máximo dos últimos dez anos. O analista de mercado explicou em seu relatório que esse aumento nos volumes responde a fatores de oferta e demanda. O Brasil exportou 121.000 toneladas para os mercados internacionais, o Uruguai 31.000 toneladas, a Argentina 26.500 toneladas e o Paraguai 21.000 toneladas.

MILHO. Cerca de 30% da oferta de 200 mil toneladas, foram vendidos dia (27), por meio de leilão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O volume equivalente a 58 mil toneladas do produto se destina a criadores de animais.

SANIDADE. Para melhorar a qualidade e sanidade do leite e aumentar a renda dos produtores, o Ministério da Agricultura, abriu consulta pública para aperfeiçoar as normas que regulam o produto. As principais modificações deverão ser a redução de 10 graus para 7 graus da temperatura máxima do leite cru, entre outras.

ANIVERSÁRIO. Os 45 anos da Embrapa, foram comemorados dia (24) , com o lançamento do trabalho “Visão 2030: o futuro da agricultura brasileira”, que consolida sinais e tendências na agricultura em termos científicos, tecnológicos, sociais, econômicos e ambientais.

SIMPLIFICAÇÃO. O Ministério da Agricultura, do Brasil e do Paraguai, assinaram acordo de simplificação do comércio de bovinos entre os dois países. Na prática, foi feita a revisão do Certificado Veterinário Internacional (CVI) para o comércio de bovinos para reprodução entre o Brasil e o Paraguai.

CONTRIBUIÇÕES. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, recebeu dia (18) propostas elaboradas pelo Sistema da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) para o Plano Agrícola e Pecuário 2018/2019. De acordo com o ministro, “a CNA contribui muito todos os anos para a formação do Plano Safra, ouvindo agricultores em várias regiões do Brasil e fazendo uma síntese das demandas”.

PELA METADE. O Projeto de Lei (PL) 3200/2015, responsável por debater a regulação de defensivos no Brasil, poderá reduzir o tempo de registro de defensivos pela metade. A nova lei tem objetivo de modernizar o sistema de registro de defensivos químicos, que atualmente pode demorar até dez anos no Brasil.

MATOPIBA. A produção crescente de grãos da região do Matopiba, que abrange os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, vem colocando os holofotes nesta nova fronteira agrícola. No caso da soja, a região responde hoje por aproximadamente 11% das 115 milhões de toneladas produzidas na safra 2017/2018, segundo a Conab.

(Texto(s): Mapa, Rurales El Pais, Embrapa, Agrolink)