AgroNotícias por Mauricio Picazo Galhardo

ADIDOS. Mais seis novos adidos agrícolas foram designados para dialogar e defender interesses do Brasil no exterior. Na edição do Diário Oficial da União de sexta-feira (23), o presidente Michel Temer e o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, assinaram as nomeações. Os adidos agrícolas brasileiros são escolhidos por meio de processo seletivo de base técnica, demostrando o compromisso da instituição com os valores da meritocracia no serviço público.

LABORATÓRIO. O Ministério da Agricultura, vai inaugurar no dia 7 de dezembro, em Campinas (SP) o primeiro laboratório da América do Sul de alta segurança para diagnóstico de doenças aviárias, localizado dentro do Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro/SP). O novo centro de análises possui nível de biossegurança 3 AG (agricultura), o mais alto nível de biossegurança para laboratório que trabalha com patógenos agrícolas e animais.

VALOR. A estimativa do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2018, com base nas informações de outubro é de R$ 578,2 bilhões, 2,3% abaixo de 2017, que foi de R$ 591,7 bilhões. Neste ano, as lavouras geraram R$ 391,8 bilhões e, a pecuária, R$ 186,3 bilhões. Em relação ao ano passado, as lavouras apresentaram redução real de 1,2% e a pecuária, de 4,5%. O VBP deste ano é o menor dos últimos quatro anos.

INTEGRAÇÃO. O hotsite do Fórum Virtual do Agronegócio, www.forumagronegocio.iica.int, é a mais nova ferramenta do projeto Estratégia para Abertura, Ampliação, Promoção e Manutenção do Agronegócio no Mercado Internacional. Na página, há programação atualizada, que visa construir orientação da atuação de governo com esse objetivo e, ao mesmo tempo, apontar rumos para o futuro.

VACINAÇÃO. Termina na próxima sexta-feira, (30) a segunda etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa no estado de São Paulo. A estimativa da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, é que sejam vacinados 4,6 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos) com idade de zero a 24 meses, sendo que é proibida a vacinação de outras espécies animais.

SEGURO. O clima é o principal fator de risco para a produção agrícola. Temporais, secas prolongadas e geadas podem comprometer a renda do agricultor por muitos anos. Para minimizar os riscos, foi autorizado pelo secretário Francisco Sérgio Ferreira Jardim, titular da Pasta de Agricultura e Abastecimento, o remanejamento de R$ 16 milhões do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap) para a subvenção do Prêmio de Seguro Rural.

ABELHAS. As abelhas e sua grande importância para o meio ambiente dominaram o segundo dia de palestras da 31ª Reunião Anual do Instituto Biológico (Raib), no dia 6 de novembro, em São Paulo. A programação abordou como a polinização realizada por esses insetos é essencial para a agricultura, além de mostrar os prejuízos causados pela ausência de abelhas e como este problema está sendo resolvido.

RASTREABILIDADE. Visando capacitar todo o corpo técnico no que tange à rastreabilidade dos produtos agrícolas, a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), promoveu um curso voltado aos técnicos da instituição. Agora a lei estabelece a obrigatoriedade de que todas as frutas e hortaliças deverão fornecer informações padronizadas capazes de identificar o produtor ou responsável no próprio produto ou em envoltórios, caixas, sacarias e outras embalagens.

DECLARAÇÃO. “Fato raro na história do estado do Rio de Janeiro: estamos em vias de dar vida nova ao promissor agronegócio da região com a nomeação de um secretário de Agricultura profissional do ramo. Assim, a maldita tradição de nomear para a Pasta leigos, sem credibilidade e incapazes de organizar esse importante setor da economia regional e de atrair investidores nacionais e internacionais para o setor, como é do desejo do Presidente eleito, será, finalmente, quebrada. Países com território menor do que o do RJ, como Suíça, Holanda e Dinamarca que além de invernos rigorosos, no caso da Holanda tem boa parte do território abaixo do nível do mar”, foi o que declarou Luiz Octavio Pires Leal, membro da Academia Brasileira de Medicina Veterinária.

Veja também o quadrinho semanal Agro-Cartoon, publicado no site: www.agro-cartoons.blogspot.com.br. (Texto(s): MAPA, Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, CATI)