Após interdição do Centro de Hemodiálise, Prefeitura encerra parceria com o CEMENE/ISDEM

Por meio do Decreto Municipal nº9021, a Prefeitura Municipal de São Roque encerrou a parceria celebrada com o CEMENE/ISDEM (Instituto Sulamericano para a Promoção da Equidade no Desenvolvimento Sustentável e Multisetorial), para prestação de serviços na Unidade de Hemodiálise.

O encerramento deu-se por conta do vencimento do contrato e não interesse do Departamento de Saúde na renovação, em face das inúmeras irregularidades encontradas, incluindo ocorrência de infecção.

No dia 02 de abril, a Vigilância Sanitária interditou a Clínica e foi nomeada “Comissão de Investigação de Infecção e Revisão de Óbitos” para analisar a possibilidade de contaminação no local. O primeiro relatório, embasado nas investigações demonstrou a presença de diversos agentes patológicos e exames realizados em pacientes resultaram em 21,3 % de positividade.

Concluiu-se que as transmissões ocorreram por procedimentos inadequados, contaminação de insumos e equipamentos, veiculação pela água e outros. Também, que houve correlação entre as infecções detectadas e as inadequações apontadas pela Vigilância Sanitária, que culminou na interdição.

A Prefeitura trabalha agora na reintegração do prédio e adoção dos procedimentos legais para firmar novo convênio com centro especializado em nefrologia para retomar as atividades o mais breve possível. O trabalho da “Comissão de Investigação” continua.

Pacientes
Os pacientes infectados foram ou estão sendo tratados. Eles também seguem com as sessões de hemodiálise em Itu, para onde foram encaminhados pela Secretaria Estadual de Saúde, responsável pela regulação de todas as vagas de Hemodiálise. A Prefeitura de São Roque continua fornecendo transporte aos pacientes.