As farsas em cima do COVID-19

Caixões enterrados sem corpos dentro, mortes por motivos diversos que recebem obrigatoriamente a classificação de Coronavírus, notícias de hospitais abarrotados, quando na verdade estão vazios e dispensando parte dos funcionários, doentes internados classificados indevidamente como Covid-19, emissoras que só pregam o terror em seus noticiários, hospitais de campanha feitos às pressas, sendo que havia no lado um desativado, compra de equipamentos a preços exorbitantes, aquisição de itens em quantidades astronômicas, abertura de milhares de covas apenas para serem noticiadas e tapadas logo em seguida, mais construção de hospitais de campanha, sendo que são desnecessários…e por aí vai.

A quantidade de absurdos que estão sendo cometidos é inimaginável e inaceitável, e haverá um preço a ser pago pelos responsáveis que estão prejudicando o povo com todas essas ingerências cometidas no país. Muitos atos cometidos por governadores e prefeitos beiram as margens da lei, e eles deverão ser logo mais investigados, e punidos de forma exemplar.     

A farra com o dinheiro público é tremenda, e, devido à imposição do Estado de Calamidade, sem necessidade, é permitido que esses governos comprem o que quiserem, sem se preocuparem com os preços, e sem prestar contas à união. O objetivo maior não é a saúde da população, mas sim perdurar esse estado crítico o máximo possível, para obterem mais vantagens.

Os índices divulgados são totalmente conflitantes, e o Dr. Alessandro Loiola levanta a questão sobre eles. Apresentando números, faz uma comparação entre a época passada e a atual, mostrando a verdade dos fatos. Segundo ele, no ano passado, entre primeiro de janeiro e dia 3 de maio, morreram 49000 pessoas no Brasil por insuficiência respiratória, nesse ano, no mesmo período, morreram 48000 pessoas pelo mesmo motivo. Pegando ainda a mesma referência de tempo, em 2019 morreram 65000 pessoas por pneumonia, e em 2020, no mesmo período, morreram 62000 pessoas.

Ele cita outros exemplos mostrando que agora está morrendo menos pessoas que antes, e faz a pergunta: por que no ano passado não houve o mesmo escândalo que está sendo feito agora? Em 2019 não houve nenhuma corrida atrás de respiradores, ou de aberturas de covas, então, porque hoje estão fazendo isso? O que representa o pequeno número de mortes, verdadeiramente em decorrência do Covid-19, diante desses números?  O Coronavírus é apenas mais um vírus entre os muitos existentes, que também estão matando. Será preciso que a população o contraia para adquirir imunização – a chamada imunização de manada – pois só assim ele será derrotado.

Esse clima de terror criado e alimentado diariamente, com estimativas de picos que não param de serem projetados para frente, em conjunto com a quarentena desnecessária que está servindo mais para adoecer as pessoas, como ficou provado nos países que a adotaram, não passa de uma grande manipulação, e é preciso que o povo se conscientize do que está sendo feito com ele. Estão copiando a realidade de países distantes e implantando no nosso, que possui condições totalmente diferentes. Enquanto isso, as pessoas perderam suas liberdades, e estão sendo violentadas por policiais em algumas cidades por saírem nas ruas. Estamos vendo a Constituição ser rasgada, e as maiores atrocidades sendo cometidas em nome de um vírus usado politicamente para subjugar a população. É preciso acordar para a realidade.

Disney Medeiros Raposo