Brasiliana por Mauricio Picazo Galhardo | O Democrata


 Então olhei para o campo e ví o Brasil …

– Quero saber apresenta:

” … o chefe da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) pediu no dia 13, sexta-feira, aos países do G7 que ajudem a antecipar a escassez de alimentos no futuro, à medida que a guerra na Ucrânia reduz os suprimentos, empurra os preços para níveis recordes e ameaça nações já vulneráveis ​​em toda a África e Ásia …” 
* Hoje cerca de 193 milhões de pessoas passam fome no mundo?

* O que nós podemos fazer para reverter isso?

* Comida boa e barata é o que todos nós igualmente precisamos? 

O diretor-geral da FAO, QU Dongyu (à direita), encontra-se com o ministro da Agricultura alemão, Cem Özdemir, antes da reunião dos ministros da Agricultura do G7 em Stuttgart – Foto: FAO / Thomas Kienzle
A reunião do G7 que aconteceu na Alemanha terminou no sábado dia 14. É muito importante que os organismos internacionais se reúnam e tratem de assuntos importantes pois estamos saindo da pandemia do Sars-Cov-2 e uma guerra insana que não tem lógica nenhuma à não ser o egoísmo do homem que não renuncía ao seu proprio ego e não é humilde. A escassez de alimentos, os preços caros, a necessídade do aumento sustentável da produtividade, os 193 milhões de humanos em situação de insegurança alimentar, o aumento dos peços do trigo, milho, oleaginosas e fertilizantes, a demanda mundial robusta, o alto custos dos insumos resultados da pandemia Sars-Cov-2, a oferta apertada do trigo, mesmo com o aumento da oferta da Índia e UE. Também a transparência do mercado foram tema trazidos pela FAO ao grupo do G7.– Por hoje é isto. Boa semana, com paz, saúde, sossego, tranquilidade e harmonia. Até a próxima palavra Brasiliana.

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados