Cidade Inteligente por Mauricio Picazo Galhardo

Então olhei para os céus e vi a cidade…

– Quero saber apresenta:

“… o site avivultura industrial, publicou em seu site que em um cenário de fim da guerra comercial entre China e Estados Unidos, num primeiro momento, as exportações brasileiras para o país asiático podem recuar US$ 10 bilhões, segundo projeção feitas pelo Insper. O montante equivale a 28% das vendas do agronegócio brasileiro para os chineses. O impacto é calculado a partir do que os produtos agrícolas do Brasil perderiam se a China viesse a cumprir as medidas que foram anunciadas pelo governo americano na semana passada. Uma delas estabelece que os chineses devem elevar a importação do agronegócio americano. Segundo o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, os chineses se comprometeram a incrementar o volume de importação em produtos agrícolas dos americanos em US$ 32 bilhões nos próximos dois anos…”
* O Brasil tem um mercado interno robusto?

* Nós precisamos continuar alimentando nosso povo   baratamente?

* Alimento barato aqui, segura a inflação?

A paz é muito importante. As Escrituras dizem que é melhor comer hortaliças com paz, do que o boi gordo e com ele o ódio. Nós temos um mercado interno grande e robusto. Nós não devemos depender de ninguém, devemos ser independentes. O importante é diversificar a produção, por exemplo: frutas e, vender. Se você vende frutas, você não terá problemas, porque está concorrendo com nada. E quando você concorre com nada, nada atrapalha, ou seja; ninguém. O que é mais importante. Vender no mercado externo e o preço subir no mercado interno devido a queda na oferta? ou vender aqui, com o preço estabilizado? e nosso povo feliz por poder comprar? a escolha mais sensata e racional é a segunda opção.
– Por hoje é isso. Boa semana, forte abraço e até a próxima palavra cidade inteligente.