Cidade Inteligente por Mauricio Picazo Galhardo

Então olhei para os céus e vi a cidade…

– Quero saber apresenta:


“… o Senado Federal aprovou na quarta-feira, desta semana (4) a medida provisória que facilita o crédito para produtores rurais. Conhecida como MP do Agro, a medida visa aprimorar o crédito rural, ampliando o acesso ao financiamento, expandindo os recursos e reduzindo taxas de juros. A ministra Tereza Cristina acompanhou a votação da MP do Agro no plenário do Senado. “Essa Medida Provisória vira a página do crédito rural brasileiro. Ela traz oportunidade de modernização e de facilitação ao crédito”, afirmou a ministra, após a aprovação da medida. “A proposta acaba com o limite máximo para associação e o Fundo permite uma garantia solidária ao produtor, para renegociação de dívidas decorrentes de operações de crédito. Também estimula a criação de associações de produtores e emprego de recursos coletivos para saldar débitos, o que ajudará a reduzir a inadimplência” afirmou o presidente da FPA, deputado Alceu Moreira (MDB-RS)…”


* Uma ajuda aos produtores e os bancos é bom?

* O produtor depende de crédito?

* Facilitar o crédito rural é bom para o mercado interno?

Dados do Banco Central mostram que a inadimplência dos produtores rurais no país com financiamento não pagos há mais de 90 dias para nove atividades somou R$ 3,4 bilhões ou 1,34% dos R$ 254 bilhões concedidos pelo sistema financeiro em 2018. A MP do Agro, permite ao produtor rural fracionar a terra para dar como garantia em financiamentos bancários. A medida que é imposta hoje obriga o agricultor a penhorar todo o seu imóvel – ainda que o crédito seja menor que o valor da propriedade. Sem dúvida que este acerto em favor dos produtores, ajuda muito o mercado interno, pois os produtores familiares serão beneficiados.


Por hoje é isso. Boa semana, forte abraço e até a próxima com uma palavra cidade inteligente.