Corpo encontrado em área de mata entre Alumínio e Mairinque é de trans que estava desaparecida

O corpo da jovem Rayssa Eloá Meneses foi achado em uma área de mata na noite de quarta-feira (2), entre Alumínio e Mairinque.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima estava próxima a um córrego e estava apenas com roupa íntima feminina.

Investigação

Na tarde da última quarta-feira, 2, após a informação do sumiço da jovem trans Rayssa Eloá Menezes, de 22 anos, policiais civis de Alumínio, Mairinque e São Roque iniciaram as investigações para tentar encontrar a jovem que havia desparecido no dia 25.

Dando sequencia nas investigações, os policiais civis de São Roque iniciaram as diligências e localizaram M.V.C.F., que tinha um relacionamento com a vítima.

Ao ser conduzido à delegacia de São Roque, M.V., disse de inicio que não sabia de nada, porém, após os trabalhos policiais ele acabou confessando que na data dos fatos teria ido com Rayssa até o local onde o corpo da jovem foi encontrado, juntamente com outro indivíduo, que ainda não identificado, em um veiculo Vw Gol cor prata que teria saído da Praça da República, em São Roque.

Segundo o depoimento de M.V., os três teriam ingerido bebidas alcoólicas e usado cocaína. Em determinado momento, Rayssa teria pedido para irem até a região do bairro Briquituba, em Alumínio.

Os três teriam seguido a pé em uma estrada de terra até um viaduto sobre uma linha férrea, em uma região cercada por mata.

No local teriam usado mais drogas e num determinado momento, segundo depoimento de M.V., Rayssa disse que não tinha mais vontade de viver, que estava passando por problemas familiares e que queria se matar.

Neste momento, segundo ele, Rayssa saiu andando em passos largos sobre o viaduto de aproximadamente 200 metros de altura deixando os dois para trás e em seguida, num ato rápido disse ” vou me matar” e assim teria pulado do viaduto.

Após a queda, os dois indivíduos permaneceram no local por alguns minutos e em seguida foram embora.

M.V., disse que contou o fato para um casal de amigos que o orientou a procurar a polícia para relatar o ocorrido, mas ele teria ficado com medo.

M.V., acompanhou os policiais civis de São Roque que com apoio da Polícia Civil de Alumínio, se dirigiram ao local.

Após a indicação do local exato da queda, os policiais encontraram o corpo de Rayssa já em estado avançado de decomposição e seminu.

A perícia foi acionada para a remoção do corpo da jovem. A Polícia Civil continua com as investigações com oitivas de outras testemunhas e aguardará o resultado final dos exames periciais solicitados para apurar realmente o que teria ocorrido no dia dos fatos.

Sumiço

Segundo a família, Rayssa Eloá Menezes, que mora em Alumínio, sumiu depois de sair de casa para participar de uma entrevista de emprego em São Roque.

Depois da entrevista, a jovem ligou para a família e disse que voltaria para casa em algumas horas, mas não apareceu.

Nas redes sociais, parentes encontraram uma foto dela no Largo dos Mendes, em São Roque, e esperavam que ela voltasse logo para casa.

Como Rayssa não retornou, a família resolveu registrar um boletim de ocorrência de desaparecimento.