Descobrimento do Brasil no dia 3 de maio; doação de feijão para Santa Casa; vinhateiros revoltados e Dr. Sidney nos Estados Unidos | O Democrata

1922: Descobrimento do Brasil no dia 3 de maio
Qual o dia do descobrimento do Brasil? Todo mundo responde 22 de abril. Mas nem sempre foi assim. O Democrata de 7 de maio de 1922 registra “que não passou sem uma digna comemoração entre nós a festiva data de 3 de maio, que marca o grande feito de Pedro Alvares Cabral: O Descobrimento do Brasil.
Explicação: O historiador português Gaspar Correia deduziu. Se Cabral batizou inicialmente de terra de Vera Cruz ele chegou por aqui no dia 3 de maio (Dia de Santa Cruz). Mais tarde, olhando a carta de Pero Vaz Caminha constatou-se que a data correta era 22 de abril.
Acontece que nos tempos do império, 21 de abril já era feriado “consagrado à comemoração dos precursores da Independência Brasileira, resumidos em Tiradentes” e o dia da “Descoberta do Brasil” também era feriado nacional. Dessa maneira, quis se evitar dois dias seguidos de folga, mas a data de 22 de abril já era reconhecida.
Com a Revolução de 30, Getúlio Vargas reduziu o número de feriados e o Descobrimento do Brasil passou a ser dia útil. Assim, o 3 de maio caiu no esquecimento e o todo mundo passou a responder que o Brasil foi descoberto em 22 de abril.

1947: Santa Casa de São Roque recebe doação de feijão
Nos últimos anos virou rotina repasses de valores elevados da Prefeitura de São Roque para a Santa Casa com projetos aprovados pela Câmara de São Roque. Há 75 anos, o Democrata registrou uma doação no mínimo curiosa. Mais uma coisa é certa. “O pouco com Deus é muito, o muito sem Deus é nada.”

1972: Vinhateiros de São Roque revoltados com a decisão do Ministério da Agricultura
Há 50 anos, em 13 de maio de 1972, o Democrata estampava em primeira página um sério problema enfrentado pelos vinhateiros de São Roque. O Ministério da Agricultura determinou a proibição do uso de açúcar para a correção alcóolica dos vinhos comuns da safra de 1972 (portaria 218 de 2 de julho de 1971) permitindo apenas a utilização de álcool vínico (obtido exclusivamente da destilação e retificação de vinho, fermentação da uva). O ex-vinhateiro Enéas Godinho (Vinhos RG e Astronauta) lembra dessa polêmica e disse que foi fundamental a participação dos ex-deputado José Camargo (1928/2020) em defesa das adegas de São Roque.

1997: Uma nova feliz coincidência com o médico Sidney Carvalho Fernandes
Há 25 anos, o Democrata de 3 de maio de 1997, trouxe uma edição comemorativa dos anos 80 anos do jornal. Com o título de “Feliz coincidência…” destacava que a primeira edição do jornal (1º de maio de 1917) noticiou a chegada do médico Helvídio Rosa, recém-formado iniciaria o trabalho na cidade.
A coincidência é que o dr. Sidney estava retornando à cidade depois de participar de um congresso em Los Angeles (Estados Unidos) e classificado em segundo lugar em uma série de testes sobre cardiologia.
A nova e feliz coincidência é que na última segunda-feira (9), Sidney recebeu o título de cidadão são-roquense da Câmara Municipal de São Roque.

Vander Luiz

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados