Drogadição: a insana busca por transcendência!


Você já sofreu por ver alguém perdido de si mesmo, tentando se encontrar no mundo das drogas? Já se sentiu culpado diante da sua impotência em não conseguir ajudar porque a pessoa se encontra presa no seu mundo de ilusões, no qual ela pensa estar a sua liberdade?

Quantas famílias inexperientes deixam passar anos até que percebam o extravio e o sofrimento daquele que está cada vez mais fundo no seu mundo de escuridão?

E daí eu me pergunto, porque esse mundo é tão sedutor, apesar de todo o sofrimento que ele impõe àquele que o escolhe? O que pode tirar uma pessoa desta prisão?

E eu volto a falar de Netuno, o planeta regente de Peixes, e da Casa 12 do mapa astrológico, a casa das nossas prisões, mas também da espiritualidade e da transcendência. Ele e o mapa astral como um todo podem traduzir com muita clareza a profundidade da grande teia da vida que é a base para a nossa evolução.

Ocorre que no fundo da alma destas pessoas que se deixam levar pelas drogas está a única verdade que eles não conseguem ver: a necessidade da fé, de Deus, da transcendência dos valores humanos e o encontro dos valores elevados do Ser.
Pesquisas feitas em universidades já comprovaram que a “drogadição” é uma doença da alma e se encontra totalmente ligada à busca por essa razão de Ser.

Entretanto, pela incapacidade de olhar além dos véus das ilusões do mundo, eles se tornam prisioneiros de suas formas, percebidas como divindades libertadoras de suas dores, ressentimentos e fracassos.

Presos no ciclo do medo e da culpa, não percebem que só lhes falta o Amor próprio e a fé neste poder invisível que pode lhes garantir a cura pela unidade com o Todo. Único meio possível da abertura do portal de luz que tanto buscam com o uso frenético de drogas.

É realmente muito doloroso assistirmos alguém que amamos caindo em queda livre para este submundo. E pior ainda é compreender
que impedir esta queda é quase impossível se não aceitarmos que cada um tem seu livre arbítrio e o direito de percorrer o seu caminho na forma e no tempo que quiser. Nós só podemos amá-los e respeitá-los com nossa compaixão, quando eles não conseguem abrir os olhos da alma para ver isto.

E quando eu digo Faça Seu Céu Brilhar é isto o que eu quero dizer! É fundamental buscarmos nosso ponto de luz, aquele que nos liga a Deus, e a esta unidade que centraliza nosso campo de força e cria o mundo que vemos à nossa volta.

Se o mundo das drogas é uma ilusão, então ele não existe! E por isso, somente a força do Amor e a capacidade de olhar além dele serão capazes de retirar os véus que impedem o despertar do Ser.

A escolha entre a impotência ou poder, é a escolha entre atacar ou curar. Pois a cura vem do poder e o ataque da impotência. E, portanto, aquele que você ataca, não pode ser curado.

Se você sofre por alguém nesta condição, ame e não ataque. Não aceite a condição de vítima na qual ele se colocou. Porque se assim o perceber, não conseguirá agir para ajudar.

Acima de tudo, mantenha o seu auto respeito. Amor nem sempre é dar ao outro o que ele quer, mas deixar que ele perceba que tudo o que ele precisa está dentro dele.

Não permita que o seu coração endureça frente à escolha do outro em continuar a sofrer. Ao fazer isto, estaria dando status de verdade à ilusão de fraqueza dele.

Mas não se sinta impotente por não conseguir ajudar. Faça o que puder neste sentido, mas o que não puder, entregue à compaixão.

Parece uma incongruência, mas compaixão é o estado que compreende a sua escolha e respeita o seu tempo. Cada um está em um nível na sua escala de amadurecimento e não nos cabe julgar as escolhas de cada um no tempo que aqui tem para viver.

Faça Seu Céu Brilhar

Seja a Luz que dissipa o escuro de suas ilusões

Contato:
Maria D’Arienzo – Astróloga e Master Coach
Faça seu Mapa Astral
WhatsApp: (11) 99251-7624
Site: https://facaseuceubrilhar.com.br/