Confira o cronograma de vacinação contra coronavírus entre 7 e 11 de junho

A Prefeitura de São Roque estabeleceu o cronograma da vacinação contra covid-19 que será realizada entre os dias 7 e 11 de junho. Novas informações e datas podem ser inseridas ao longo da semana dependendo da chegada de novas doses de imunizantes.

A imunização começa na segunda feira, dia 7 de junho, com a aplicação da 1º dose para idosos de 60 anos ou mais e a 2º dose para idosos de 64 anos ou mais, profissionais da saúde e educação que ainda não tenham recebido a nova imunização.

A 1ª dose acontece nos postos de saúde dos bairros e na Vigilância em Saúde (ao lado da Praça da República), das 8h às 12h, com doses da AstraZeneca. O munícipe deve apresentar documento original com foto, CPF, Cartão SUS e comprovante de endereço.

A 2º dose estará disponível para idosos de 64 anos ou mais, profissionais de saúde e educação que já tenham sido imunizados com os seguintes lotes:

• Coronavac: lotes 210140, 210092, 210083, 210010, 210037, 210044, 210058, 210062, 202010024 ou 202010033.
• AstraZeneca: lotes 4120Z005 ou 4120Z001.

Os Idosos podem buscar a vacinação nos postos de saúde na Vigilância em Saúde, das 8h às 12h, enquanto profissionais da saúde e educação serão atendidos apenas na Vigilância em Saúde, no mesmo horário. Para ambos os grupos é necessário apresentar a carteira de vacinação da 1ª dose, CPF e documento oficial com foto.

Vacinação de pacientes com comorbidades

Na terça-feira, 8° de junho, serão vacinados munícipes com Síndrome de Down, transplantados e pessoas com deficiência que tenham entre de 18 a 59 anos. A imunização será realizada com doses da AstraZeneca, das 8h às 12h, na Vigilância em Saúde (ao lado da Praça da República).

Os transplantados devem apresentar carta médica comprovando a condição de saúde, assim como os deficientes, que também devem levar o número do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Na quarta, quinta-feira e sexta-feira, de 9 a 11 de junho, serão imunizados pacientes com comorbidades de 18 a 59 anos. A imunização acontece com doses da AstraZeneca, das 8h às 12h, nas Unidades de Saúde dos bairros e na Vigilância em Saúde.

Com o início da vacinação desta faixa etária, os munícipes com comorbidades que haviam realizado a inscrição para receberem doses sobressalentes da vacina contra a covid-19 não serão mais convocados para receber as aplicações e devem se dirigir ao ponto de imunização mais próximo de suas casas, nos dias descritos acima, para que possam ser vacinados.

Lembrando que é necessário a comprovação da comorbidade e o documento necessário varia de acordo com a condição de cada pessoa.

Pacientes com Hipertensão Arterial Sistêmica podem levar receita ou laudo médico. Já pacientes com Diabetes, Pneumopatias Crônicas Graves ou imunossuprimidos precisam apresentar cópia de receita médica.

Para as seguintes condições de saúde, é necessária apresentação apenas de cópia do laudo médico: doenças cardiovasculares; insuficiência cardíaca; cor-pulmonares e Hipertensão Pulmonar; Cardiopatia Hipertensiva; síndromes coronarianas; valvopatias; miocardiopatias e pericardiopatias; doenças da aorta, dos grandes vasos e fistulas arteriovenosas; arritmia cardíaca; cardiopatias congênitas em adultos; pacientes com próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; doenças cerebrovasculares; Anemia Falciforme e Talassemia Maior; Obesidade Mórbida e Cirrose Hepática.

Cadastre-se no Vacina Já

A Prefeitura de São Roque orienta toda a população que realize o pré-cadastro no Vacina Já, através do vacinaja.sp.gov.br. A ação não garante doses de vacina ou o local de imunização, porém faz com que o munícipe já tenha seus dados inseridos dentro do sistema estadual de imunização, agilizando o tempo de registro da pessoa no momento da vacinação.

O cadastro é simples e rápido, necessitando apenas de informações básicas do munícipe. Mas atenção, o Governo do Estado de São Paulo não envia mensagens de texto (SMS) com links ou realiza contato telefônico para solicitar ou validar dados e informações.

Vacina Solidária

A Prefeitura segue com a campanha Vacina Solidária, que arrecada doações de alimentos não-perecíveis nos postos de vacinação e os direciona para famílias em situação de vulnerabilidade social, através do Fundo Social de Solidariedade.