Em 1947, Festa da Vindima nas ruas centrais de São Roque | O Democrata

A Vindima ganha destaque no turismo de São Roque com a festa da colheita da uva atraindo milhares de pessoas para o evento que inclui a pisa da uva e o início da preparação do vinho. A Vinícola Góes promove a Festa Vindima neste ano nos finais de semana de 22 de janeiro a 13 de fevereiro e nos dias 24 e 25 janeiro por conta do aniversário de São Paulo.

O arquivo do Jornal O Democrata permite resgatar que a Vindima já foi celebrada em São Roque pelas ruas centrais da cidade com desfile e barracas para a venda de uva.

Há 74 anos, a edição de 25 de janeiro de 1.947 estampava em primeira página: “Amanhã, a Primeira Grandiosa Festa da Vindima em São Roque” com todos os detalhes da programação e até mesmo uma gentileza da Estrada de Ferro Sorocaba que providenciou um trem especial (extra) para trazer os paulistanos para a festa com saída às 7h30 e retorno à capital marcado para às 20h. “Garantindo assim que as famílias da Capital possam com segurança assistir aos festejos sem a preocupação de lugares no regresso.”

A iniciativa foi do Rotary Clube, presidido por Adélio Alé, e ganhou destaque na “imprensa da Capital graças a atividade do sr. Armando Rebucci. “As estações de rádio também contribuem com o brilhantismo a nossa propaganda”. Destaque também para a participação do senhor Paschoal Vivaldi com o apoio do prefeito Bernardino de Lucca.

A Festa da Vindima de 1947 ocorreu em um período em que a Festa do Vinho não era realizada. A primeira edição foi em 1942 também por iniciativa do Rotary Club, no Largo dos Mendes, mas voltou a ser realizada somente em 1952 no mesmo local.

Nesse espaço de tempo tem a Segunda Guerra Mundial (1939/45), principalmente com a entrada do Brasil no conflito a partir de 1942, mas também houve um incidente na primeira edição da Festa do Vinho que pode ter contribuído para a interrupção porque um policial matou acidentalmente um homem durante o evento, registra Toninho Simões no livro “A Terra do Vinho” onde o arquivo de O Democrata é uma das principais referências.

O desfile da Festa da Vindima de 1947 foi no domingo, mas a festa começou na véspera com o “Grandioso Baile da Vindima Pró Estádio Municipal” no salão da Legião gentilmente cedido sendo as danças sustentas pelo ótimo Jazz-Conte. Traje, passeio.”

A Vindima prometia surpresas para o público, mas O Democrata conseguiu antecipar a programação. “A nossa reportagem conseguiu furar o sigilo dos vinhateiros e podemos adiantar que os carros serão numerosíssimos e deslumbrantes.”

Desfilaram sete carros alegóricos e um cordão com mais de figurantes representando “A Lavoura Vitícola”, “Da Uva ao Vinho”, “Apoteose do Vinho”, “Camponesa Italiana”, “Bacco Ébrio”, “Surpresa”, “As Boas Uvas” e uma homenagem do Grêmio União Sanroquense aos vinhateiros de São Roque.

Os “luxuosos” prêmios oferecidos, incluindo lindas medalhas por conta da Prefeitura de São Roque, ficaram expostos nas vitrines da Casa Pontes (Praça da Matriz).

As uvas foram vendidas em vários pontos da cidade em barracas organizadas pelo esforço das senhoras Amasília Ribeiro Lopes e Mariquinhas de Oliveira Capuzzo com os seguintes responsáveis. Estação (Eduardo Grilo e senhora), Canto do Jardim/Praça da República (Brasilina Boccato, Maria C. Borba e Albertina de Castro), Jardim/Praça da República (Alma Walter e Renata Rebucci), Posto Esso (Brandina M. Judica e Benedita Mendes), Praça da Matriz (Marina Cereda, Violeta Arnóbio e Adelina Conti) e Praça da Matriz (Ruth Emery de Souza e Ondina Bastos Cezar). “Graciosas senhorinhas e rapazes de nossa sociedade serão auxiliares das barracas.” Os preços eram tabelados com exceção das uvas vendidas no leilão.

Vander Luiz

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados