Funcionários da Mirage fazem paralisação por falta de pagamento

Na noite desta sexta-feira, dia 5, alguns funcionários da empresa de transporte municipal Mirage, paralisaram as atividades. Eles alegam falta de pagamento.

Segundo alguns motoristas, o pagamento que era para ser depositado não ocorreu e por isso as atividades foram paralisadas. Em contato com a Mirage, a empresa informou por meio de nota que: ” Em decorrência da paralisação ocorrida por volta das 18h desta sexta-feira, 5, informamos que a paralisação realizada pelos funcionários não possui fundamento e muito menos legalidade, posto que as meras alegações sobre o pagamento não prosperam, posto que dentro do horário bancário, a empresa realizou todos os procedimentos necessários e exigidos pela instituição bancária para que os salários de nossos colaboradores fossem efetivados em conta corrente exatamente no 5º dia útil. Nessa situação, temos os lançamentos dos respectivos salários diretamente na conta dos colaboradores, fica exclusivamente à cargo da instituição bancária adotar os procedimentos para que a transferência seja realizada, não existindo qualquer responsabilidade por parte da empresa o horário em que tais operações são realizadas. Esclarecemos ainda, que não há qualquer atraso no pagamento, posto que o 5º dia útil ainda se encontra em vigor, o que é reconhecido pelo próprio Sindicato! Tanto é, que os dirigentes sindicais em contato com a diretoria da empresa, afirmaram categoricamente que não determinaram tal paralisação e não apoiam tal movimento, posto que até o presente momento não existe nenhuma irregularidade que permita tal ato. Diante destas irregularidades, a empresa está trabalhando para identificar os responsáveis por todo transtorno que estão causando aos usuários e para a própria empresa, e adotará as medidas pertinentes na responsabilização das pessoas por essa ilegalidade. Mesmo não existindo qualquer responsabilidade ou conduta por parte da empresa que justifique a paralisação promovida, apresentamos nossas sinceras desculpas pelo transtorno causado. Cordialmente, Mirage Transportes”, diz a nota.