Reabertura das agências do INSS será gradual; fique atento

O INSS anunciou que a partir de 13 de julho suas agências de atendimento serão reabertas. Entretanto, os segurados devem ficar atentos, pois o retorno ao funcionamento será gradual, de forma a preservar a saúde e a vida das pessoas, garantindo a segurança sanitária dos servidores, contratados e usuários dos serviços do INSS.

Para isso, inicialmente, o tempo de funcionamento das agências será parcial, com seis horas, e o atendimento será restrito aos serviços que não podem ser feitos remotamente, como perícia médica, avaliação social e reabilitação profissional. Além disso, só serão atendidos os segurados e beneficiários que tenham feito agendamento prévio pelo telefone 135 ou pelo Meu INSS (no site gov.br/meuinss ou no aplicativo para celulares).

Outra informação importante é que nem todas a unidades vão reabrir no dia 13 de julho. As unidades que não tiverem as condições necessárias para atendimento de forma segura – de acordo com os critérios de segurança sanitárias recomendados pelo Ministério da Saúde e cumprindo as diretrizes estabelecidas contra a disseminação da covid-19 – continuarão trabalhando apenas por meio de plantão telefônico e por e-mail. “Todos os critérios devem ser atendidos, se faltar um pequeno detalhe, a agência não poderá ser reaberta”, enfatizou o presidente do INSS, Leonardo Rolim.

Demais serviços – Os serviços que não estarão disponíveis de forma presencial neste primeiro momento continuam sendo feitos pelos canais remotos – o Meu INSS e o telefone 135. Também continua funcionando o regime de plantão telefônico e por e-mail.

Vale lembrar que já foram publicadas normas para garantir o direito dos cidadãos durante a pandemia, incluindo a simplificação dos procedimentos, a dispensa de realização de prova de vida e cumprimento de determinadas exigências, como apresentação de declaração de cárcere, e a oferta de vários serviços por meio de canais remotos.