João Paulo de Oliveira recebe título de Cidadão São-Roquense | O Democrata

Nesta semana o estimado João Paulo de Oliveira recebeu na Câmara Municipal de São Roque o Título de Cidadão São-Roquense. O pedido foi feito pelo vereador Israel Francisco de Oliveira, Toco, e aceito pelo plenário da casa em setembro desta ano. Além de político de sucesso, com quatro mandatos de vereador e um de vice-prefeito, João Paulo tem uma bela história na cidade vindo de Laranjal, em Minas Gerais.

“Estar na vida pública é fazer escolhas, tomar decisões. É pensar no bem das pessoas. É ajudar a construir uma sociedade melhor para todos. Hoje, depois de tantos anos dedicado a essa missão, posso dizer: valeu a pena! Tive a honra de receber, emocionado, o título de cidadão São-Roquense. Mais uma demonstração de acolhimento e carinho da cidade que sempre esteve de braços abertos para mim, e que me mostrou, hoje, que escolhi o caminho certo.
Agradeço primeiramente a Deus, ao vereador Toco, ao prefeito Guto Issa e a todos que, junto comigo, fizeram parte dessa história. Obrigado, São Roque!” – comemorou o homenageado.

Biografia de João Paulo de Oliveira

João Paulo de Oliveira é nascido em Laranjal, uma cidade pequena de Minas Gerais, entre Leopoldina e Muriaé. Seu pai, Normindo de Oliveira, era lavrador; sua querida mãe, Zulmira, dedicava-se à casa. Família grande e muito unida.

Aos nove anos, como acontece com a maioria das crianças que moram no campo, João Paulo foi trabalhar na roça para ajudar a família. Aos dezessete, cheio de sonhos, influenciado pela aura da Cidade Maravilhosa, encheu-se de coragem e partiu para o Rio de Janeiro, onde acabou se alistando e servindo à Pátria no 8º Grupo de Artilharia de Costa Motorizada, no Forte do Leblon. Saiu na 1ª baixa, com Certificado de 1ª Categoria.

Concluído o Serviço Militar, foi trabalhar com frentista, num posto de serviços (de abastecimento), no bairro de Copacabana. Ali mesmo, na Cidade Maravilhosa, veio a conhecer Ordália, carinhosamente chamada de “Dáia”, que viria a se tornar sua esposa no futuro.

Dáia acompanhou a família e veio para São Roque. João Paulo veio em seguida, um mês depois. Os primeiros anos foram de imensas dificuldades: logo nos primeiros dias, foi convidado para uma festa de um amigo em São Paulo — foi roubado, perdeu tudo, dinheiro e documentos. Ficou só com a roupa do corpo, num lugar em que ainda lhe era estranho em quase tudo. Sem documentos, dinheiro ou emprego, restou-lhe agarrar-se à fé em Deus, que nunca abandonou.

Corria o ano de 1974. Não achando emprego, aceitou trabalhar como servente de pedreiro na construção da fábrica da Cargill, em Mairinque. Logo procurou aprender uma profissão. Em seguida, foi trabalhar nas obras de construção da fábrica da “Takara-Belmonte”, já como oficial carpinteiro e pedreiro. Com muita força de vontade e garra, foi aprendendo enquanto trabalhava; colaborou arduamente na construção da Igreja de Nossa Senhora Aparecida, no Jardim Brasília (Marmeleiro), pela Construtora Cerrone; mais tarde, foi para a Cambuci, onde permaneceu por dez anos como Mestre-de-Obras.

Em 1976 construiu sua primeira casinha, num lote adquirido com muito sacrifício, a prestações, na Rua Guararema. Mais tarde, num outro lote; na mesma rua, construiu a casa onde morou com Dáia e seus três filhos: Alex, Ana Paula e Jonir.

Enquanto construía sua vida, não deixava de se preocupar com o próximo. Há mais de dez anos vinha participando do movimento religioso da Vila e, apoiado pelos vizinhos e moradores, em 1987, construiu coletivamente a Sociedade Amigos do Bairro da Vila Nova São Roque e do Jardim Marieta, da qual foi socio-fundador e primeiro presidente. A vila encontrava-se em estado lastimável. Saiu numa luta sem tréguas, reivindicando as melhorias pelas quais ansiava a região.

Incentivado por amigos e vizinhos, aceitou o convite para disputar uma cadeira à Câmara de Vereadores pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), juntamente com o candidato a Prefeito, Sr. José Antonio Sanches Dias. Nessa luta, teve a honra de receber 437 votos, que o posicionaram como o vereador melhor votado dentro da legenda.

Nessa época, também se manteve como construtor-microempresário, membro da comunidade católica da Vila Nova São Roque e segundo secretário da Sociedade Amigos de Bairros, além de ter sido presidente do Esporte Clube da Vila Nova.

Sempre leal a seus companheiros de luta, jamais negociou suas posições, batalhando com firmeza junto ao Executivo a fim de obter obras, serviços e melhoramentos justos e voltados para o interesse coletivo, com a comunidade sempre em primeiro lugar. Suas conquistas abrangeram as áreas mais diversas, como a dos transportes públicos, as redes de esgotos, as sinalizações, a conservação de vias públicas, as pavimentações asfálticas, a saúde, a iluminação pública, os esportes e o lazer, atendendo bairros como Vila Nova, Jardim Marieta, Quinta dos Teixeiras, Jardim Conceição, Centro, Goianã, Vila São Rafael, Marmeleiro, Gabriel Piza, Jardim Brasília, Jardim Boa Vista, entre diversos outros. Duas conquistas especiais foram ter levado o transporte público para o Saboó e para o Carmo. Este último feito rendeu-lhe homenagem por parte do Vereador Etelvino Nogueira, então presidente da associação do bairro.

A irrepreensível trajetória de João Paulo de Oliveira angariou-lhe profundo reconhecimento da população e, naturalmente, traduziu-se numa longeva carreira política, que lhe permitiu ser alçado ao cargo de Vereador em cinco mandatos: 1º mandato, de 1989 a 1992 (sendo o mais votado da legenda e o segundo mais votado do município), 2º mandato, de 1993 a 1996 (em que foi o vereador mais votado, com 707 votos), 3º mandato, de 2001 a 2004 (em que foi o segundo vereador mais votado, com 934 votos), 4º mandato: 2005 a 2008 (com 1242 votos), e 5º mandato, de 2009 a 2012 (com 1121). Também foi Presidente da Câmara em 1991 e 1992, além de ter sido Vice-Prefeito de 2013 a 2016. É justa a menção também aos cargos de Vice-Presidente e Secretário, que ocupou em diversas outras oportunidades.

Face a tal trajetória singular, que decerto, ora registrada oficialmente, servirá de exemplo a qualquer cidadão decidido a procurar rumos melhores para a nossa cidade, é inegável o merecimento do Vereador João Paulo de Oliveira diante dos nobres pares que terão a oportunidade de homenagear, celebrar e eternizar a história de uma grande figura do panteão de verdadeiros líderes da história de São Roque.

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados