Justiça B surpreende e conquista a VII Copa Carambeí 1982 | O Democrata

O Justiça é o maior ganhador da Copa Carambeí de Futebol de Salão disputada entre os anos de 1976 a 1984 e considerada uma das principais competições da região de São Roque. Foram três conquistas com o bicampeonato 1977/78 e o surpreendente título de 1982 com o time B após a queda do elenco principal. O Arquivo Vivo do Jornal O Democrata segue resgantando a história da competição que agitou o esporte da cidade com partidas históricas na extinta quadra de cimento da Indústria Têxtil Carambeí na Avenida Brasil. Até 1982 os outros campeões foram a Farmácia Santa Cecília de Mairinque (1976), Faço/Fábrica de Aço (1977) e Silvestrini Correa (1978), ambos de Sorocaba, e o Brameitar de Campinas (1979).

Justiça B conquista a Copa Carambeí de 1982 na final contra o Santos Dumont/Aeronáutica e assegura o tri-campeonato

Organizada pela GRECA (Grêmio Recreativo Carambeí) contou com os seguintes participantes: Liverpool A/B (atual Coringa), Carambella A, Sotengi A/B, Saima, Cosmos, Sabesp, AMF, Cargill A/B, Rádio Universal, Internacional, Relojoaria Morato, Étera, Paulistano, Penalty A/B, Expressinho, Circo Show, Ciclone A/B, Metalur, Santos Dumont/Aeronáutica, Peterco A/B, G. R. Aluminiense, Justiça A/B, Banespa, Padaria Portuguesa A/B, Associação Atlética Alumínio, Cambará A/B, Fiel, Ferplast, Família, O Pequeno Mundo, Placon, Mural, Fepasa, Depósito Santo Antonio, Brameitar, Greca e Forma Veículos.

O Cambará B surpreende e elimina na primeira rodada o Brameitar de Campinas, campeão do ano anterior (1983), e ganha duas manchetes no O Democrata. Abaixo a estreia do Justiça B em cima do Ciclone por 11 a 1, gols Piá (3), Edinho, Carlos e Chola (2), Déde e João Pó

A disputa foi no sistema mata-mata em que cada jogo é uma decisão e em caso de empate segue para os pênaltis. Em 1982, a diretoria do Greca era formada por Cláudio Gava (presidente), Wilson Roberto Aldigheri (vice-presidente), Luiz Roque Lopes/Paia (secretário), Carlos José Borgho (diretor de esportes), Walter Magalhães (diretor administrativo), Sidney Magalhães (diretor social), José Garrido (diretor de patrimônio), Luiz C. V. Toledo (tesoureiro) e Roldão Pires de Oliveira (assessor de esportes).
Pela primeira vez a final não foi disputada durante a semana. Na manhã de domingo (15 de agosto) São Roque estava em festa na véspera do aniversário da cidade. O Justiça B ganhou o Clube Santos Dumont (Aeronáutica) por 4 a 2. O Santos Dumont tinha um grande time tanto que eliminou o Justiça A. No entanto, a vingança e o título vieram com jogadores considerados veteranos como o goleiro Zamir, Edinho, Izaías Carioca, Chola, Piá, João Pó, Lima, Déde, Pelezão e os meninos Alexandre Zelão Budemberg e Pingão (Carlos Alberto Lopes). O Justiça A era superior tecnicamente e contava com Chico Dito, Polita, Nelsinho Seben, Alemão, Luizinho, Fuça, Botti Mulão e Jair.

O Jornal O Democrata publicou na edição de 21 de agosto. “O adversário da final foi a famosa equipe do Santos Dumont que poucos dias antes havia eliminado o Justiça A. Mas já estava escrito que zebra em cima do Jus ocorre somente uma vez e a equipe do Justiça B não deixou a equipe adversária levantar voo..”

Justiça avisa que disputará a Copa Carambeí 1982 com novos uniformes e lamenta atraso da reforma da Quadra Municipal (Avenida Brasil) que impediu a realização de amistoso intermunicipal

“Já de início vencia por 3 a 0 e foi uma partida bem disputada onde a famosa e querida Torcijus abrilhantava mais ainda o espetáculo com uma grande festa de bandeiras, fogos, pó de arroz, batucada, hinos. A cada jogada do ‘bezão’ a torcida adversária reconhecia que o Jus na final põe todo o amor pelas cores azul e branco e se entrega com tudo na batalha de quem tem mais categoria na bola pesada.” Registrou ainda que grande caravana desfilou pela cidade e logo depois a diretoria ofereceu uma cervejada a todos os torcedores e simpatizantes. O Bar Real do Toninho Sanchez (hoje Butiquim do Cláudio) era a sede do Justiça.

Na campanha rumo ao título foram 6 vitórias sendo duas por pênaltis com 29 gols marcados e 12 sofridos. Balançaram a rede Piá (11 gols), Chola (9), Edinho (4) Pingão (3), João Pó e Déde. A Cargill A ficou com a terceira colocação pois a Padaria Portuguesa (4ª) não compareceu para a disputa. A comissão organizadora decidiu pela “eliminação definitiva” da Padaria da Copa Carambeí e os jogadores inscritos suspensos por 3 anos. No entanto, no ano seguinte a equipe da rua Rui Barbosa disputou a competição e dois anos depois conquistou o título da Copa Carambeí (1984) e ainda ficou com o troféu definitivo porque foi a última edição.

A Brameitar de Campinas que buscava o bicampeonato caiu na primeira rodada com a derrota para o Cambará B nos pênaltis por 5 a 4. No tempo normal, empate em 2 a 2 gols de Tone e Daniel (futuro Daniel da Padaria que seria prefeito de São Roque, mas no início dos anos 80 era funcionário da São Luiz Materiais de Construção). O Cambuca tinha no elenco, o menino Betinho; Fio Manoel, Fabinho, Tone, Daniel, Pardo, Wande, Amauri e Nenê.

Jornal O Democrata divulga o regulamento e a tabela completa da Copa Carambeí que pela primeira vez teve uma final na manhã de domingo (15 de agosto)

PRIMEIRA TRANSMISSÃO DA RÁDIO UNIVERSAL DE SÃO ROQUE
A final da Copa Carambeí de 1982 marcou a primeira transmissão esportiva da Rádio Universal de São Roque com a narração de Rodolfo de Lucca Júnior. Inaugurada em 12 de dezembro de 1980, pertencia à Rede L&C e a programação era inicialmente toda gravada e distribuída em fitas de rolo via Correios para uma dezena de emissoras em vários estados. Com o passar do tempo abriu espaço para a programação local inicialmente com música sertaneja, jornal Universal é Notícia e Universal nos Esportes. Eu tinha 15 anos e fiquei junto ao alambrado acompanhando todo o trabalho da equipe de transmissão. Um ano depois (1983), comecei a minha carreira de locutor esportivo na Universal justamente cobrindo a Copa Carambeí e narrando o segundo tempo da disputa de terceiro e quarto lugares e o primeiro tempo da decisão ao lado de Rodolfo de Lucca Júnior e Taufic Elias Fandi Júnior.

Vander Luiz

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados
Os textos são produzidos com modelo de linguagem treinado por OpenAI e edição de Rodrigo Boccato.