Na visita ao passado, comparações e esquecidos registros históricos | O Democrata

O Arquivo Vivo desta semana resgata publicações relacionadas com dois eventos dos dias de hoje. A apresentação da Orquestra Bachiana Filarmônica sob a regência do maestro e pianista João Carlos Martins (7 de maio, às 20h, Recanto da Cascata) e a Festa de Nossa Senhora de Fátima no Bairro do Cambará (4 a 13 de maio).

Há quase 100 anos, em 13 de agosto de 1922, São Roque recebia o ilustre pianista português Raymundo Macedo para uma apresentação do Pavilhão Popular (cinema da cidade na rua Padre Marçal de propriedade de Antonio Villaça). A apresentação foi um sucesso tanto que se repetiu alguns dias depois.
A reportagem de primeira página com direito a foto – algo que não era muito comum – destaca que “a população são-roquense teria a honra de hospedar uma celebridade que chegou à cidade e foi recebido na estação pelo sr. Hyppolyto Martins de Moura que o convidou para a apresentação. O excepcional pianista tem recebido elogios da crítica do Rio de Janeiro.
É não era para menos. Raymundo Macedo nasceu no Porto em 27 de abril de 1880 e fundou a Orquestra Sinfônica Portuense. Estudou na Alemanha no Conservatório de Leipzig onde se inscreveu em 1903 deixando o emprego no Banco de Portugal. Em 1918, passou a se apresentar em várias cidades da Alemanha, Portugal, Argentina e Brasil
O pianista retornou a Portugal em 1924 passando a residir em Braga, mas continuou a se apresentar na Europa, América do Sul e do Norte. Faleceu em 1933.

A padroeira do Bairro do Cambará é Nossa Senhora de Fátima, mas anteriormente tinha a proteção de Santa Cruz. Por isso, que a avenida onde fica a capela e que tem início no Largo do Mendes (centro) foi denominada Três de Maio dia em que se comemorava Santa Cruz e que foi alterado para 14 de setembro por conta da reforma do calendário litúrgico do Concílio do Vaticano II (1962-1965).
Em 1962, O Democrata publicou a programação da festa quando a capela era de Santa Cruz e Nossa Senhora de Fátima. Na edição de 1919, o registro de quando a capela era somente de Santa Cruz. Lembrando que a aparições de Nossa Senhora ocorreram dois anos antes (1917) na Cova da Iria, em Fátima, Portugal.

Vander Luiz

Jornal O Democrata São Roque

Fundado em 1º de Maio de 1917

odemocrata@odemocrata.com.br
11 4712-2034
Rua Marechal Deodoro da Fonseca, 04
Centro - São Roque - SP
CEP 18130-070
Copyright 2021 - O Democrata - Todos os direitos reservados