Nossa liberdade se esvaindo

Para aqueles que acham que essas advertências não passam de “teorias da conspiração”, prestem bastante atenção nas coisas que estão acontecendo perto de nós.

Em alguns municípios pelo Brasil, as prefeituras bloquearam prateleiras com determinados produtos nos supermercados, classificando-os como não essenciais. Em outros lugares, os contaminados por Covid terão que usar pulseiras para identificação – coisa que Hitler fez para identificar os judeus -, bebidas alcoólicas não poderão ser vendidas após as 20 horas, as lojas  comuns não podem trabalhar, as pessoas não poderão circular dentro de determinados horários, ou em período integral, reduziram o horário de funcionamento do comércio para não haver aglomerações, muitos lugares são interditados como praias, parques etc.

A nossa liberdade está sendo retirada aos poucos e, como o povo aceita, eles continuam ampliando as  restrições. Nesse ponto, é importante lembrar o artigo 5º da Constituição Federal, no parágrafo II, que diz: ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei; e o parágrafo XV mencionando que é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz. Esses dois itens deixam claro que a constituição está sendo “rasgada” o que nós, o povo, não devemos aceitar.

Todas essas ações, tomadas por alguns governadores e prefeitos, obedecem a um esquema maléfico para escravizar o povo gradualmente, de forma que não perceba o ponto em que querem chegar. Creio que todos conhecem o exemplo da rã que é colocada em uma panela d’água em fogo alto. A princípio o ambiente é frio, que depois fica agradável, e que aos poucos vai ficando aquecido além do normal. No entanto, a pobre rã não consegue perceber esse aumento fatal na temperatura, uma vez que já está aos poucos morrendo cozida.         

O mesmo está sendo feito com o povo no mundo, que está sucumbindo em decorrência das arbitrariedades que estão lhe sendo impostas, em nome de “isso é para o seu bem”. O mesmo é dito pelo cozinheiro que procura acalmar a rã para que ela não pule fora da panela.

A humanidade encontra-se em estado de guerra contra os ditames da Nova Ordem Mundial, que querem reduzir a população do planeta e escravizar os que sobrarem, usando para isso a tecnologia, que controlará todas as ações dos escravizados. As pessoas não poderão mais ter vontade própria, pois tudo será determinado por eles, o que já está acontecendo, ao obrigarem o que devemos comprar nos supermercados, se podemos ou não sair de casa e onde podemos ir.

O momento é muito grave. Se não agirmos agora, enquanto ainda dá tempo, seremos responsáveis pela desgraça dos nossos descendentes, que nos cobrarão por não termos feito nada. Muitos esqueletos se revirarão em seus caixões.         

Disney Medeiros Raposo